Notícias

por Interlegis — última modificação 06/11/2018 11h35
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

Câmara quer maior prazo em ação que pode proibir venda de carne de sol em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 09/05/2018 08h12, última modificação 09/05/2018 08h12
Os vereadores de Campo Maior se posicionaram contrários ao prazo de 30 dias estabelecidos pelo órgão

Uma ação movida pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) pode proibir a venda da carne de sol em Campo Maior. O Ministério Público entende que o produto fica exposto ao ambiente, não atende as normas de higiene e deu prazo de 30 dias para os comerciantes se adequem as normas exigidas. Para o PROCON, a carne deve ser melhor acondicionada.

Na sessão plenária dessa terça-feira (08/05), os vereadores de Campo Maior se posicionaram contrários ao prazo de 30 dias estabelecidos pelo órgão e alertaram que a ação pode prejudicar a economia do município. Os parlamentares requerem uma prorrogação da data e um diálogo do Ministério Público com os comerciantes.

“É importante que isso aconteça, mas é preciso de um prazo maior. Da forma que querem fazer não é o correto. A linha do Ministério Publico é dura. A qualquer momento pode chegar num desses locais e jogar a carne fora, como disse o promotor numa visita que fizemos ao Ministério Público”,  comentou o vereador Sena Rosa (PSD).

O vereador Hamilton Segundo (PP) classificou a situação como gravíssima e defendeu a união das forças políticas, empresariais e judicial para solucionar o problema. A vereadora Silvia do Caú (PV) lembrou que a carne de sol de Campo Maior é histórica e reconhecida em todo país. O vereador Daniel Soares (PSB) disse que é agressiva a ameaça do MP de recolher a carne dos estabelecimentos.  

“A ação é importante, mas não pode chegar atropelando as coisas. Essa carne já é vendida há séculos e ninguém nunca morreu por consumir essa carne; ela é bem protegida pelo sal. Uma coisa é você estar dentro do gabinete com a lei e querer sua aplicação, outra é a situação real, na prática”, comentou o vereador Edvaldo Lima (SD).

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda (PT), afirmou que a Câmara Municipal não é contra o pedido de ajuste na comercialização do produto, mas pede razoabilidade e que o prazo seja ampliado para que seja encontrada uma solução.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara aprova em segunda votação fim do recesso nos Festejos de Santo Antônio

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 18/04/2018 08h50, última modificação 18/04/2018 08h56
Regimento assegurava que os trabalhos na Câmara fossem paralisados

O projeto que acaba com o recesso parlamentar durante os Festejos de Santo Antônio voltou a ser aprovado por unanimidade nessa terça-feira (17/04) no plenário da Câmara de Campo Maior. A matéria que precisava ser votada em duas sessões, já tinha sido aprovada na sessão passada.

Segundo o atual Regimento Interno da Câmara, os trabalhos do legislativo ficam suspensos no período entre 31 de maio e 13 junho devido a realização dos Festejos de Santo Antônio, padroeiro da cidade, nas proximidades da casa parlamentar. Com a aprovação do projeto, o texto é retirado do regimento.

“Todos os anos as sessões eram interrompidas por conta dos festejos. Nossa sociedade mudou ao longo dos anos e esse recesso não cabe mais no ambiente laico que vivemos. No ano passado, por exemplo, nós não paramos. Fizemos várias audiências públicas nesse período para não pararmos nossas atividades”, explica o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara Municipal.

Fernando Miranda pontua que a proposta de revogar o paragrafo que assegurava a pausa nos trabalhos partiu de todos os vereadores. “Desde que assumi a presidência que os vereadores chegavam com o pedido para mudarmos esse parágrafo. Acertamos que era importante continuar as sessões durante as festividades e aprovamos a resolução”.

As sessões plenárias e audiências públicas durante os festejos acontecem em horários diferentes das atividades religiosas. A mesa diretora definirá se os encontros acontecerão nos turnos da manhã ou tarde.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara produz relatório e anuncia ajuda às famílias alagadas de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 13/04/2018 17h50, última modificação 14/04/2018 17h50
700 pessoas já tiveram de deixar suas casas no município

Mais de 700 pessoas já tiveram que deixar suas casas em Campo Maior devido os alagamentos causados pelas chuvas que atingem o município nos últimos dias. Na manhã desta sexta-feira (13/04), os vereadores do município saíram em comissão para visitar os bairros e as famílias vítimas das cheias. Os parlamentares produziram um relatório da situação de calamidade e anunciaram medidas para ajudar no socorro à população.

A aposentada Geralda Macedo, moradora da Rua São Paulo, no Bairro Água Azul, está com a água na porta de casa e pronta para deixar a residência caso continue a chover. “A enchente de 2008 invadiu minha casa. Esse ano a água já está aqui na porta. Tenho um filho deficiente e nem sei como fazer se entrar na minha casa de novo”, relata.

Na rua Mandubé, no Bairro de Flores, o morador Henrique Ferreira retirou as filhas de casa e permanece no local na esperança que o volume da água baixe. Francisca Oliveira não tem tanta expectativa assim. Abandonou sua casa na Rua Amapá, no Bairro Cariri, e seguiu para um dos abrigos da prefeitura.

“A situação é de extrema necessidade. São muitas famílias desabrigadas e o trabalho intenso é necessário para socorrer essas pessoas que sofrem com as fortes chuvas. Reunimos os vereadores para conhecer de perto essa situação, produzirmos um relatório onde elegemos as prioridades e traçamos formas de ajudarmos”, explica o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara de Campo Maior.

O legislativo anunciou a distribuição de cestas básicas para famílias desabrigadas e a entrega de produtos de limpeza e higiene. A Câmara disponibilizou também transporte para auxiliar na remoção das vítimas. “Reunimos contribuições dos vereadores, levantamos um valor para compra de cestas, produtos básicos e estamos entregando os veículos da Câmara para ajudar”, descreve Fernando.

Vereadores visitam campus do IFPI de Campo Maior em busca de projeto para geração de emprego e renda

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/04/2018 16h06, última modificação 11/04/2018 16h06
A comissão realiza levantamento para proposição de projetos de lei

Uma comissão formada pelos vereadores Fernando Miranda, presidente da Câmara de Campo Maior, Hamilton Segundo e Daniel Soares visitou na manhã desta quarta-feira (11/04) o campus do Instituto Federal do Piauí (IFPI) em Campo Maior. Os paramentares conheceram a estrutura de laboratórios, auditório, salas de aulas e projetos experimentais de diversas áreas.

No espaço reservado a desenvolvimento de projetos, os vereadores tiveram acesso a experimentos desenvolvidos por alunos e professores da instituição que buscam melhorar a qualidade da agricultura praticada por famílias do município. Dentre eles, os projetos de melhoramento do feijão, milho e outro que programa a plantação baseado nas fases da lua.

Acompanhados do diretor Washington Moura e do Prof. Dr. Kleiton Saraiva, a comissão conheceu três laboratórios voltados para manipulação de alimentos e análises de águas e solos. “A visita tem como objetivo estreitar os laços da Câmara com o IFPI. Essa instituição é um centro de conhecimento que pode ajudar muito no desenvolvimento de muitas áreas em Campo Maior”, destacou o presidente da Câmara Fernando Miranda.

“O IFPI está sempre de portas abertas para a comunidade campomaiorense. Aqui nós temos vários projetos que envolvem os agricultores com intuito de melhorar a forma como eles trabalham a terra. Eles aprendem a fazer cajuína, sabão, doces, portas, pães. Temos ex-alunos que aprenderam a produzir cajuína e hoje vivem disso”, comenta o professor Kleiton Saraiva.

Visita ao Ceará

A mesma comissão conheceu recentemente projetos da agricultura familiar e de cooperativas na cidade de Tianguá-CE. Agora com a visita ao IFPI de Campo Maior, os parlamentares buscam orientações e ampliação de ideias para o desenvolvimento de projetos que gerem emprego e renda na cidade.

Ao final dos trabalhos da comissão, os vereadores devem propor a criação de projetos de lei para aprimorar e criar ferramentas para o inventivo aos pequenos produtores rurais.


Em primeira votação, Câmara aprova fim do recesso nos Festejos de Santo Antônio

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/04/2018 13h19, última modificação 11/04/2018 13h19

O plenário da Câmara Municipal de Campo Maior aprovou em primeira votação, nessa terça-feira (10/04), o projeto de resolução da mesa diretora que acaba com o recesso parlamentar no período dos Festejo de Santo Antônio. A revogação do dispositivo do regimento interno volta à pauta na próxima terça (17).

“Em virtude das festividades do padroeiro Santo Antônio, nas proximidades da casa parlamentar, as sessões ordinárias serão suspensas no período de 31 de maio a 13 de junho”, diz o texto atual do regimento da Câmara Municipal. Em caso de aprovação em segunda votação, o paragrafo será removido e os trabalhos devem continuar durante os festejos.

“Colocamos esse projeto de resolução para acabar com esse procedimento de parar as atividades do legislativo no período dos festejos. Não é mais permitido no ambiente laico que vivemos em nossa sociedade esse tipo de recesso. O projeto já foi aprovado na sua primeira votação e acreditamos que passará também na segunda”, defendeu o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda.

Para o vereador Hamilton Segundo, líder da bancada de oposição da casa, a pausa nos trabalhos da Câmara no período das festividades religiosas é histórica e causava prejuízo a população do município. “Essa paralização é histórica. A revogação desse item vai melhorar a celeridade dos projetos desse parlamento e beneficiar o povo de nossa cidade”.

O presidente Fernando Miranda esclareceu em plenário que o pedido para o fim do recesso partiu de todos os vereadores. Ele citou que em 2017 a Câmara reservou o período para a realização de audiências públicas e despachos internos. Segundo o projeto, no período da festa, que acontece na Praça Bona Primo, próximo a sede do legislativo, as sessões ocorrerão no período da manhã ou tarde. 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Posse de campomaiorense no Ministério da Integração Nacional repercute na Câmara Municipal

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/04/2018 12h35, última modificação 11/04/2018 12h37

A posse do campomaiorense Antônio de Pádua de Deus Andrade no Ministério da Integração Nacional ganhou repercussão na sessão plenária dessa terça-feira (10/04) da Câmara de Campo Maior. Antônio de Pádua foi nomeado ministro no governo de Temer após a saída de Helder Barbalho, que deve concorrer nas eleições de outubro, e foi empossado nessa terça.

O vereador Sena Rosa usou a tribuna da casa para parabenizar a conquista do campomaiorense. “Venho a essa tribuna para informar e parabenizar Campo Maior por ter hoje o ministro da Integração Nacional, o senhor Antônio de Pádua de Deus Andrade. É uma função bastante relevante um campomairoense como ministro de estado do Brasil”, disse.

O parlamentar revelou que é primo em segundo grau do ministro e que essa é uma oportunidade para o município ser beneficiado com melhorias. “Esperamos que o ministro deixe uma marca em Campo Maior. Iremos fazer contato com ele para que ele traga benefícios para sua cidade de origem. Vamos pedir para ele nos autorizar a fazer um projeto e enviar ao ministério”, comentou Sena Rosa.

O presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, reforçou a importância de um campomairoense assumir uma pasta relevante na presidência da república. “É meu contemporâneo no Ginásio Santo Antônio; ele era uma série a minha frente. Mas o conheço e vamos fazer contato para trazermos progresso a nossa cidade”, disse.

 

Plenário da Câmara de Campo Maior aprova projeto Mais Habitação

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 04/04/2018 10h03, última modificação 04/04/2018 10h03
O texto autoriza a construção de casas para famílias localizadas em áreas de risco

O plenário da Câmara de Campo Maior aprovou por unanimidade, em sessão plenária dessa terça-feira (03/04), o projeto que cria o projeto Mais Habitação. O texto autoriza o executivo municipal a utilizar recursos próprios para construir e realizar melhorias em casas localizadas em áreas de risco do município.

O projeto foi apresentado aos parlamentares pelo prefeito Professor Ribinha durante encontro realizado entre legislativo e executivo no dia 20 de março. O vereador Fernando Miranda (PT), presidente da Câmara, comentou que o texto entrou em debate e recebeu melhorias desde que foi recebido pela casa.

“Esse projeto foi enviado pela prefeitura, mas recebeu ampla discussão na Câmara de Campo Maior. Entendemos que é um projeto de extrema importância porque observamos a grande quantidade de pessoas que ainda precisam de residências em nosso município. É um projeto importante que aprovamos”, afirmou.

Segundo a matéria, o município deve realizar levantamentos das famílias que necessitem de casas novas ou reformas em suas residências. A lei especifica ainda que a prioridade são as casas localizadas em áreas de riscos.

A preocupação do vereador Neto dos Corredores agora é para que a lei seja colocada em prática e os benefícios cheguem aos que precisam de habitação. “É um projeto muito importante que atende as famílias carentes de Campo Maior. Mas temos que cobrar do município a realização, para que esse projeto torne-se realidade”, expressou.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Projeto que reduz taxas do IPTU de Campo Maior é aprovado na Câmara Municipal

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 04/04/2018 09h57, última modificação 04/04/2018 09h57
Após longos debates, a Câmara chegou a um consenso com relação aos valores cobrados

A Câmara de Campo Maior aprovou por unanimidade, durante sessão plenária dessa terça-feira (03/04), o projeto de lei que altera os valores cobrados no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Campo Maior. A matéria é debatida na casa desde o ano passado e chegou ao consenso dos parlamentares.

O vereador Neto dos Corredores lembrou que o texto aprovado reduz o valor das taxas cobradas anualmente no IPTU. “Houve uma discussão muito ampla na primeira aprovação desse projeto. Mas chegamos agora ao consenso para que reduzíssemos ainda mais esses impostos”, disse.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, explicou que a matéria ganhou longa discussão e ressaltou a importância dos debates promovidos pelo legislativo para que houvesse uma harmonia entre os vereadores e, como consequência, para que os tributos fossem revisados.

Um projeto anterior que reduzia as taxas já havia sido aprovado na Câmara em 2017. Mas um novo texto foi colocado em tramitação para que os valores fossem reduzidos ainda mais. Para o vereador Sena Rosa (PSD), o projeto atual conseguiu distinguir os valores cobrados em área mais valorizadas daquelas com menor reconhecimento.

“O projeto anterior passamos 45 dias discutindo e conseguimos reduzir bastante os valores. Mas que não foram suficientes. Conseguimos dessa vez equilibrar os valores cobrados em lugares bem valorizados e em lugares com menor valorização ao aumentarmos de quatro para sete os setores de cobranças”, finalizou.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara aprova projeto que cria Dia Municipal de Combate ao Suicídio em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 29/03/2018 10h30, última modificação 29/03/2018 10h27
Campo Maior é a terceira cidade do Piauí com a maior taxa de suicídio

O plenário da Câmara Municipal de Campo Maior aprovou na sessão dessa terça-feira (26/03) o projeto Maria Cecília, que cria o Dia Municipal de Prevenção e Posvenção ao Suicídio. Após receber parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o texto foi aprovado por unanimidade pelo legislativo.

De autoria dos vereadores Neto dos Corredores e Manin Pereira, a lei reserva o primeiro dia do mês de maio para ações que buscam prevenir o suicídio, assim como dá assistência aos familiares e amigos afetados com o luto. A mobilização municipal quer evitar que os casos continuem crescendo em Campo Maior.

“Ações já são desenvolvidas no município para prevenir o suicídio. Mas um Dia Municipal é importante porque é naquela data onde vamos conseguir realizar um trabalho bem maior com a sociedade e as instituições. Serão palestras, oficinas, cursos para envolver toda a comunidade”, explica o vereador Manin Pereira.

Segundo dados apresentados pelo vereador Neto dos Corredores, Campo Maior é a terceira cidade do Piauí com maior número de casos. “Os dados são alarmante e precisamos criar mecanismos para evitar que isso continue atingido as nossas famílias. Temos que mostrar para a população que todos nós somos responsáveis pela saúde mental do nosso semelhante”, afirma.

Ajuda
Levantamento realizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio é a segunda causa de morte entre pessoas de 15 a 19 anos. A média é de um caso de suicídio a cada 40 segundos. O Brasil é o oitavo pais com maior número.

Ajuda
Em Campo Maior, o Núcleo de Atenção e Prevenção ao Suicídio disponibiliza o número (86) 9 9450 9911. Outro contato para ajuda é o 3222 0000, do Centro de Valorização da Vida.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Reunião debate regularização de taxistas e melhorias para o trânsito de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 27/03/2018 13h57, última modificação 27/03/2018 13h57
Táxis devem ser agora caracterizados com adesivos

Uma reunião na manhã desta terça-feira (27/03) na Câmara Municipal de Campo Maior debateu problemas de regularização de taxistas e do trânsito do município. Vereadores e representantes da Secretaria Municipal de Trânsito conversaram ainda sobre melhorias que devem contribuir para a mobilidade urbana em ruas e avenidas.

“Convoquei a reunião porque há uma constante reclamação dos taxistas de Campo Maior com relação aos taxistas clandestinos e também de pessoas que trazem passageiros de outras cidades para Campo Maior e aqui ficam fazendo corridas, atrapalhando os profissionais de nossa cidade”, justificou o vereador Neto dos Corredores.

O secretário de trânsito Major Paz explicou que os taxistas regularizados devem usar a partir de agora uma identificação no veículo para facilitar a fiscalização. Já os condutores de outras cidades estão proibidos de prestar serviços de taxi dentro do município. Os parlamentares alegaram que a liberação para condutores de fora da cidade causaria prejuízo ao setor local.

“Os táxis de Campo Maior ainda não são todos caracterizados. É uma exigência agora que sejam identificados para facilitar a fiscalização e diferenciarmos os que possuem regularização para o transporte de passageiros e os clandestinos. Com relação aos mototaxistas, os coletes não terão mais propagandas de empresas. O próprio município vai custear para que o fardamento contenha apenas o símbolo da secretaria”, explicou Major Paz.

Os vereadores questionaram sobre aplicação de multas, rotas de ônibus, redutores de velocidade, semáforos na BR 343, placas de sinalização, fechamento de retornos e sugeriram melhorias para o estacionamento de veículos no centro comercial. “Os vereadores a todo momento recebem reclamações e viemos aqui para debater, colocar nossa opinião e dar sugestões”, disse o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda.

“Cobramos melhorias na abordagem dos agentes. A fiscalização no trânsito é importante e salva muitas vidas, mas não podemos inviabilizar tudo. A intenção mesmo é preservar a vida humana. A reunião é de suma importância para resolver as questões do trânsito de nosso município”, finalizou.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara debate projeto de lei para combate ao suicídio em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 22/03/2018 11h16, última modificação 22/03/2018 11h16
Cria o Dia Municipal de Prevenção e Posvenção ao Suicídio e um calendário de atividades

A Câmara de Campo Maior discute durante esta semana um projeto de lei de autoria do vereador Neto dos Corredores (PDT) que trata da prevenção ao suicídio no município. Na sessão de terça-feira (20/03), o texto da matéria foi colocado em tramitação pela mesa diretora.

O projeto de lei denominado Maria Cecília – jovem campomaiorense que cometeu suicídio – institui o primeiro sábado do mês de maio como o Dia Municipal de Prevenção e Posvenção ao Suicídio. Na data, devem ser realizadas palestras, seminários e atividades voltadas ao combate e o auxílio aos familiares e amigos impactados com o luto.

O parlamentar usou a tribuna da casa para pedir aprovação e explicar a importância do projeto. “Todos nós somos responsáveis pela saúde mental de nossos semelhantes. Os números de suicídio são alarmantes. Peço a apreciação com muito carinho desse projeto. E que ele seja colocado em votação na próxima sessão”.

Neto dos Corredores justificou que o Brasil é o oitavo país do mundo com maior número de casos. Na estatística estadual, o município de Campo Maior é o terceiro com maior ocorrência de casos; atrás apenas das cidades de Parnaíba e Picos. O parlamentar pede a união dos poderes, das entidades sociais e religiões para o combate ao suicídio.

O projeto segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal. Com a aprovação da CCJ, a matéria segue para a votação em plenário. O vereador Neto dos Corredores espera que o projeto seja colocado em votação na sessão da próxima terça-feira (27/03).

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Vereador pede retorno de atendimento médico na comunidade rural Corredores

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/03/2018 13h55, última modificação 21/03/2018 13h58
Os vereadores receberam a garantia que o médico retorna até a próxima terça (27)

O vereador Neto dos Corredores (PDT) apresentou requerimento para que o médico da Estratégia Saúde da Família da comunidade Corredores retome os atendimentos. Nesta quarta-feira (21/03), uma comissão formada pelos vereadores Fernando Miranda, Neto dos Corredores e Manin Pereira visitou o posto de saúde da localidade.

Neto dos Corredores disse que há três meses os moradores não recebem a visita do médico. “Já faz três meses ou mais que o médico não comparece aqui e as pessoas precisam dos encaminhamentos e exames. Sem o médico não tem como essas pessoas adiantarem seus tratamentos . Os outros profissionais estão vindo, falta somente o médico”, pediu.

O parlamentar explicou que apresentou o requerimento ao prefeito Professor Ribinha e ao Secretário Municipal de Saúde Marcelo Miranda e recebeu a garantia que o atendimento deve ser regularizado até a próxima terça-feira (27/03).

“Conversamos com o prefeito Ribinha, ontem na Câmara, e com o secretário Marcelo. Sensibilizados com a situação, eles prometem imediatamente dar uma solução ao problema”, comemorou. “Hoje, contando com o apoio do presidente da Câmara Fernando Miranda e do vereador Manin Pereira, temos certeza que vamos ser atendidos”, finalizou Neto.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara de Campo Maior pede abertura de posto policial na comunidade Alto do Meio

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/03/2018 13h37, última modificação 21/03/2018 13h37
Os parlamentares relatam o crescimento de ocorrências policiais na comunidade

O aumento no número de casos policiais na comunidade Alto do Meio, na zona rural de Campo Maior, levou os vereadores Manin Pereira (PTdoB), Hamilton Segundo (Progressistas) e Sena Rosa (PSD) a requisitarem ao comando do 15ª Batalhão da Polícia Militar a abertura de um posto policial na localidade.

Nesta quarta-feira (21/03), uma comissão formada pelos vereadores Fernando Miranda, Manin Pereira, Hamilton Segundo e Neto dos Corredores se reuniu com o major Etevaldo Silva, comandante da PM local. Os parlamentares receberam a garantia que até o mês de junho o posto deve ser inaugurado.

“Repassei aos vereadores que nosso propósito é abrir um posto no Alto do Meio. Já acertamos com a Câmara Municipal que a partir do mês de julho, assim que os novos soldados chegarem a Campo Maior, nós vamos disponibilizar um efetivo para ficar diuturnamente no Alto do Meio. Temos aqui uma viatura pronta para ser entregue àquela comunidade”, explicou Etevaldo.

http://campomaior.pi.leg.br/plugins/plonebrowser/plonebrowser.htm?ploneimage=1

O vereador Manin Pereira afirma que mora na comunidade há tempos e tem percebido o crescimento de assaltos e crimes na região. “Moro na comunidade Alto do Meio há 13 anos. A situação é preocupante, porque vem ocorrendo ondas de assaltos. A população está sendo abordada por marginais e tendo seus pertences roubados”, disse.

O posto policial deve funcionar no anexo da escola municipal Aguida Maria da Conceição. O comandante disse ainda que um número telefônico será disponibilizado para a população realizar denúncias direto ao posto da comunidade.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara e prefeito se reúnem em busca de melhorias para Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 20/03/2018 16h55, última modificação 20/03/2018 16h55
Os parlamentares apresentaram cobranças e apontaram melhorias para problemas que o município enfrenta

Os vereadores de Campo Maior receberam na manhã desta terça-feira (20/03), na Câmara Municipal, o prefeito Professor Ribinha (PT). Os parlamentares requisitaram a presença do chefe do executivo municipal para cobrar melhorias e apontar soluções para problemas que o município enfrenta.


“O prefeito ouviu todos os vereadores. Cada vereador apresentou um relatório de como está a administração. Foram feitas as cobranças, mostradas as dificuldades que o município está passando e que precisam ser resolvidas. O prefeito tem hoje uma visão de como a Câmara ver sua administração”, explicou o vereador Fernando Miranda (PT), presidente da Câmara.


O vereador Hamilton Segundo (Progressistas), líder da bancada de oposição, avaliou como positivo o encontro. Para ele, a proximidade e comprometimento dos poderes municipais deve trazer melhorias para a cidade. “Esse encontro é para que possamos melhorar a qualidade de vida do cidadão”, resumiu.


Líder do grupo de situação, o vereador Edvaldo Lima (SD) afirmou que a cada dois meses a reunião deve se repetir para que legislativo e executivo debatam os problemas de Campo Maior. “O prefeito, como oriundo dessa casa, sabe a importância do vereador para a administração. Vamos ficar a cada dois meses nos reunindo com o prefeito para que avaliemos a gestão”, declarou.


Professor Ribinha defendeu o diálogo entre os dois poderes. “O diálogo sempre é importante para quando se vai tomar uma decisão. Conheço a importância dos fortalecimento dos poderes. As cobranças saudáveis vão ajudar no engrandecimento de Campo Maior. E foi também uma prestação de conta”, disse.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Vereador Daniel Soares pede explicações sobre obra da Avenida Surubim

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 12/03/2018 19h15, última modificação 12/03/2018 19h15
A obra da Avenida Surubim encontra-se paralisada

O vereador Daniel Soares (PSB) pediu à Caixa Econômica Federal explicações sobre a obra da Avenida Surubim, em Campo Maior. Através de oficio encaminhado ao banco, o parlamentar quer saber os valores investidos na obra e a quantidade de recurso que ainda resta para a conclusão dos serviços. A obra da Avenida Surubim encontra-se paralisada.

“Estive na Caixa pedindo explicações sobre a drenagem, implantação de sistema e macrodrenagem na bacia do Rio Surubim, em Campo Maior. Teve como órgão executor o município de Campo Maior com recursos oriundos do Ministério das Cidades. E pedi explicações sobre valores depositados com datas, destinatários, saques e eventuais saldos existentes”, explicou.

Daniel Soares comentou que vários acidentes com vítimas fatais já foram registrados no local devido a falta de sinalização e por conta dos trabalhos não concluídos. O vereador afirmou que torce para que a obra da avenida seja concluída e melhore a vida da população.

A Avenida Surubim interliga os bairros Flores e Flor do Campo aos bairros Água Azul e São João e diminui o trajeto de quem se desloca para bairros distantes como Cidade Nova, São Luiz e Conjunto Renascer.  

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Vereador Edvaldo Lima solicita recuperação asfáltica da BR 343

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/03/2018 19h35, última modificação 11/03/2018 19h38
A rodovia apresenta buracos em vários trechos do perímetro urbano do município

O vereador Edvaldo Lima (SD) apresentou requerimento verbal, na sessão ordinária de terça-feira (06/03), que pede a recuperação asfáltica da BR 343. A rodovia apresenta buracos no trajeto entre Campo Maior e Teresina e ainda em vários trechos do perímetro urbano do município.


“Nós estamos vivendo um tempo muito bom, que é o inverno. O inverno traz fartura, o clima melhora. Mas por outro lado nossas rodovias são mal feitas e com o inverno ela se estragam facilmente. O requerimento é destinado ao diretor do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) para que tome as devidas providências”, disse na tribuna da Câmara.


“O inverno é bom, mas o governo precisa se preparar. A BR 343 entre Campo Maior e Teresina está ficando intrafegável. O requerimento é para que o DNIT recupere enquanto ainda há tempo; antes que ela se destrua completamente”, reforçou.


O parlamentar criticou a forma como as estradas brasileiras são construídas devido a corrupção. “Conheço rodovias em outros países que dar prazer você dirigir seu carro. Elas são feitas para durar. Diferente das nossas. Eles só pesam em tirar vantagens pessoais. O Brasil é um país rico, mas não é um país sério”, afirmou Edvaldo Lima.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecamomaior@gmail.com)

Sena Rosa pede maior prazo para construção de abatedouro público em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 07/03/2018 07h55, última modificação 07/03/2018 10h16
Sena Rosa alerta que o município pode ficar sem abate de animais

Uma ação da Justiça do Trabalho proposta pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) estabelece que até o final do mês de maio deste ano os locais de abate de animais em Campo Maior sejam adaptados a normas sanitárias. Os proprietários desses estabelecimentos, contudo, alegam que não têm condições de realizarem as melhorias e pedem a construção de um abatedouro público.


Reunidos com o prefeito de Campo Maior Professor Ribinha, os proprietários receberam a garantia da construção de um único local que abrigue todos eles. A preocupação agora é com o pequeno prazo que resta para a entrega do local.


Para o vereador Sena Rosa (PSD), não é possível iniciar e concluir as obras do novo espaço nos dois meses que restam. O parlamentar usou a tribuna da Câmara Municipal na sessão desta terça-feira (06/03) para pedir ao Ministério Publico do Trabalho que prorrogue por dois anos o período para a conclusão do abatedouro público.


“O prazo dado pela justiça foi de seis meses. Desde que recebemos essa ação movida pela ADAPI reunimos as pessoas que atuam nessa área para chegarmos a um acordo. Nos reunimos com o prefeito e acertamos a construção de uma abatedouro público. Já conseguimos a planta arquitetônica, mas ainda não foi iniciada as obras. Restam dois meses”, resumiu o vereador.


Sena Rosa alerta que o município pode ficar sem abate de animais e causar prejuízos a produtores e consumidores. “O prazo de seis meses vence em maio, por isso vem a preocupação. Se esse prazo for mantido, a partir de maio não será mais abatido animais em Campo Maior. Se isso acontecer a economia do município vai sofre um efeito muito negativo”, conclui.

 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gail.com)

Vereadores vistoriam rompimento de obra na zona rural de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 02/03/2018 12h25, última modificação 02/03/2018 12h26
A Câmara de Campo Maior já havia requerido um parecer técnico devido às rachaduras que a obra apresenta

Uma comissão de vereadores da Câmara de Campo Maior vistoriou na manhã desta sexta-feira (02/03) uma passagem molhada que rompeu na comunidade Cajazaeiras, zona rural de Campo Maior. A obra foi destruída na noite de ontem devido a uma forte chuva que elevou o nível das águas na localidade.

O vereador Neto dos Corredores afirmou que a Câmara de Campo Maior já havia requerido um parecer técnico devido às rachaduras que a obra apresenta. “Nós alertamos para o perigo que era esta obra. Vimos que foi feita abaixo dos requisitos mínimos para segurança de quem trafega por aqui”, disse.

Após manifestação do legislativo, um laudo assinado por um engenheiro dizia que havia infiltrações na obra, mas que estava fora de perigo. “Recebemos uma laudo que dizia que havia erros, mas que poderíamos confiar que não tinha como haver problemas. Agora vemos aqui que esse laudo não se confirmou”, disse o vereador Manin Pereira.

O presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, defendeu a postura da comissão em fiscalizar obras executadas no município. “Estamos no nosso papel constitucional de fiscalizar. A Câmara de Campo Maior não vai se calar diante de situações como essa. Trabalhamos forte para que as coisas sejam bem feitas na nossa cidade”.

 

 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara de Campo Maior aprova reajuste salarial de 6,81% para professores

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 28/02/2018 10h43, última modificação 28/02/2018 10h43
Os vereadores votaram e autorizaram o pagamento aos professores de Campo Maior

O plenário da Câmara Municipal de Campo Maior aprovou nessa terça-feira (27/02) o projeto que autoriza o pagamento do reajuste salarial de 6,81% aos professores da rede municipal de ensino. O texto foi colocado em votação e aprovado por unanimidade pelos parlamentares presentes.


O reajuste indicado pelo Ministério da Educação precisava da aprovação da Câmara para que fosse pago aos profissionais. O executivo municipal enviou o texto para apreciação dos vereadores e pediu uma votação em regime de urgência – no qual o tempo de tramitação é menor que as demais matérias.


O vereador Edvaldo Lima, líder da bancada de situação, pediu para aprovação da matéria para benefício que haja a publicação e legalização do pagamento. “Peço aos colegas que votemos o projeto, porque o prefeito já pagou o reajuste no mês de janeiro e precisa publicar no Diário Oficial”, explicou.


Os parlamentares aprovaram o pedido de regime de urgência. Logo depois o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, colocou o texto principal em votação. Os vereadores votaram e autorizaram o pagamento aos professores de Campo Maior.

 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Fernando Miranda acerta parceria técnica com Câmara Municipal de Teresina

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 22/02/2018 15h37, última modificação 22/02/2018 15h37
A parceria tem como objetivo buscar melhorias para o exercício das atividades legislativas

O presidente da Câmara Municipal de Campo Maior, vereador Fernando Miranda (PT), acertou um termo de parceria técnica com a Câmara Municipal de Teresina. O parlamentar campomaiorense se reuniu com o presidente do legislativo da capital, vereador Jeová Alencar, nessa quarta-feira (21/02) para tratar do convênio.


A parceria tem como objetivo buscar melhorias para o exercício das atividades legislativas, bem como na prestação de serviço a comunidade e a troca de experiências entre as duas casas. Fernando Miranda se mostrou empolgado ao afirmar que a parceria técnica deve apresentar benefícios dentro de pouco tempo.


“Essa parceria busca aprimorar o trabalho das duas Câmaras. A gente aprende como a Câmara Municipal de Teresina trabalha e ensinamos a nossa forma de atuar. É uma troca de experiências. Isso é importante porque iremos incorporar aquilo que dá certo numa e na outra”, defendeu.


O presidente exemplifica que os benefícios devem acontecer em várias áreas. “Por exemplo, podemos aprender com a Câmara de Teresina como eles cuidam dos arquivos. Eles têm muito mais estrutura e possuem mecanismos modernos. Podemos enviar nossos servidores para aprenderem lá e aplicar na Câmara de Campo Maior. E assim várias outras áreas”.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Sessão solene marca abertura do ano legislativo na Câmara de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 20/02/2018 23h15, última modificação 20/02/2018 23h20
A solenidade contou com discurso dos líderes das bancadas, pronunciamento do prefeito e do presidente da Câmara

O ano legislativo na Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior teve início nesta terça-feira (20/02). Uma sessão solene mostrou as perspectivas do trabalho dos vereadores e as prioridades do executivo municipal para o ano. A solenidade contou com discurso dos líderes das bancadas, leitura da mensagem do executivo pelo prefeito Professor Ribinha e com pronunciamento do vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara.

Líder do grupo de situação, o vereador Edvaldo Lima enalteceu o primeiro ano de gestão do prefeito, destacou avanços na área da educação básica e lembrou os desafios financeiros do ano passado. Hamilton Segundo, por sua vez, líder da oposição, pediu obras de calçamento, saneamento básico e criticou o setor de limpeza e iluminação pública da cidade.

O prefeito Professor Ribinha discursou logo em seguida aos líderes. Na mensagem anual ao parlamento, o chefe do executivo pontuou as atividades desenvolvidas em 2017 e prometeu emprenho para 2018. “Nós todos temos o mesmo desejo de avançar Campo Maior. Mas temos que trabalhar dentro do possível. Aqui é a casa do povo. E quero me colocar a disposição da Câmara”, finalizou.

O vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara, encerrou a sessão com seu pronunciamento. Ele defendeu a atuação do legislativo e o posicionamento dos vereadores de oposição e situação. O presidente agradeceu o tratamento dado pelo prefeito à câmara e falou em união para o desenvolvimento do município.

“Essa casa se porta a altura do povo guerreiro de Campo Maior. Apresentando propostas que venham resolver os problemas que assolam nossa cidade. Esse papel mais duro cabe aos vereadores de situação e oposição que não tem se negado a atuar para que Campo Maior siga unida rumo ao progresso”, disse.

 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Abertura do ano legislativo acontece nesta terça (20) na Câmara de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 19/02/2018 20h48, última modificação 19/02/2018 20h48
A solenidade que marca o início dos trabalhos deste ano será comandada pelo presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda

A sessão de abertura do ano legislativo na Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior acontece às 19h:30min desta terça-feira (20/02) no plenário da casa. A solenidade que marca o início dos trabalhos deste ano será comandada pelo presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, e deve contar com a presença do prefeito Professor Ribinha.

“Temos problemas em Campo Maior? Temos. E a Câmara Municipal não se omitirá. Em 2018 a Câmara de Campo Maior vai ficar mais forte ainda. Os vereadores de oposição e situação estão empenhados em ajudar o executivo na resolução dos problemas”, diz Fernando Miranda ao convocar a sociedade para acompanhar o trabalho dos parlamentares.

O presidente afirma que através da atuação dos vereadores o ano de 2017 foi de muitas conquistas para o município. Ele acredita que o crescimento no desempenho dos parlamentares seja resultado da estruturação do legislativo como, por exemplo, capacitações, aquisição de transporte próprio e transmissões ao vivo das sessões.

Fernando Miranda destaca ainda as audiências públicas realizadas em 2017. “Foi um ano que houve um grande número de audiências públicas, onde foram discutidos muitos problemas de Campo Maior e a muitos deles solucionados. A Câmara tem um compromisso com a população de Campo Maior de legislar e fiscalizar Os vereadores tem demostrado respeito com seus eleitores.”, diz.

A sessão

A sessão desta terça (20) conta com o pronunciamento do prefeito Professor Ribinha, que deve comparecer ao evento, e apresentar sua mensagem aos parlamentares. O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, também discursa e sobre as prioridades para o ano legislativo.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara Realizará Curso de IEGM

por Anne Silva publicado 08/12/2017 10h25, última modificação 12/12/2017 20h55

A Câmara Municipal de Campo Maior, Realizará no dia 15 de Dezembro, O Curso de Indice de  Efetividade da Gestão Municipal, as Incricões Podem ser feitas no Site www.tce.pi.gov.br

CURSO.jpg

Câmara Realiza Audiência Publica sobre O trâsito.

por Anne Silva publicado 10/11/2017 11h35, última modificação 10/11/2017 11h40

A Câmara Municipal de Campo Maior realizou na manhã desta quinta (9) Audiência Pública para discutir a situação do trânsito do município. O propositor foi o vereador Hamilton Segundo, que, em seu requerimento, apresentou a justificativa de que existem constantes reclamações de populares a cerca da forma de atuação das autoridades competentes na aplicação de multas.

Estiveram presentes: Julimar Gomes Caminha, Gerente da Caixa Econômica de Campo Maior; Major Paz, Secretário de Trânsito, pessoas com deficiência, transportes e mobilidade urbana; Professor Ida, da Secretaria Municipal de Assistência Social; Edvar Rodrigues, da Secretaria Municipal de Educação e o Cabo Adriano dos Santos, do 15º Batalhão de Polícia Militar e população.23316692_847846438755860_6564644437336973346_n.jpg23316307_847846485422522_5500849587837306162_n.jpg

 

A Câmara concedeu título de cidadania ao contabilista Iranildo Lima do Vale

por Anne Silva publicado 16/10/2017 10h35, última modificação 30/10/2017 09h10

A Câmara Municipal de Campo Maior concedeu título de cidadania campomaiorense ao empresário e contabilista Iranildo Lima do Vale na manhã desta sexta-feira (13/10). A sessão solene contou com a presença de vereadores, familiares e amigos do homenageado e personalidades da sociedade.  

Natural da cidade de Luzilândia, Iranildo é sócio proprietário de empresa do setor de contabilidade no município e integrante de entidades sociais como o Lions Clube. “Não tenho dúvida que acertei quando propus esse título ao Iran. Ele nos últimos aos tem contribuído muito com nossa cidade e é merecedor desse reconhecimento”, expressou o vereador Daniel Soares.

Iranildo agradeceu aos seus pais pelos ensinamentos e o incentivo para sua formação acadêmica em Ciências Contábeis. Ele mostrou a importância dos amigos em sua trajetória e aqueles que contribuíram para sua ascensão social. O homenageado não esconde o gosto por Campo Maior e se identifica como um apaixonado pela cidade.

“Para pagar a faculdade vendia confecção de porta em porta. Não foi fácil. Depois passei a trabalhar num escritório de contabilidade e nessa correria começava minha paixão por Campo Maior pois começava minha carreira profissional na cidade mais encantadora do meu Piauí. Constitui uma sociedade empresarial, fixei residência e estou aqui há mais de 8 anos”, contou.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, enalteceu o título. “Essa casa tem como missão também valorizar o que de bom está sendo feito em nossa cidade por pessoas que adotam esse local como seu. Iranildo é um caso de uma pessoa que ama essa cidade como sua e trabalha para um município melhor”.

 

Ascom Câmara de Campo Maior  IRAN (1).JPGIRAN (3).JPGIRAN (4).JPGIRAN (2).JPG

Câmara de Campo Maior sedia o curso “Marcos Jurídicos”

por Anne Silva publicado 26/09/2017 20h30, última modificação 02/10/2017 15h55

iciou na manhã desta terça-feira (26) o curso Marcos Jurídicos ministrado pelo consultor do Interlegis do Senado Federal, Paulo Henrique. O evento foi aberto pelo presidente da Câmara de Campo Maior, Fernando Miranda e contou com a presença de James Medeiros representando a Interlegis da Assembleia Legislativa do Piauí (ALEPI).

 

Vereadores de Campo Maior, Nossa Senhora de Nazaré e Sigefredo Pacheco marcaram presença na abertura. Parlamentares de 19 município estão inscritos no curso que segue até o dia 28 de 09h às 17h no plenário da Câmara de Campo Maior. O curso tem carga horária de 24h.

 

Fernando Miranda agradeceu a presença dos estudantes de direito da UESPI. “Estamos carentes de capacitações como essa para que possamos avançar”, pontuou o presidente. O vereador Edvaldo Lima, que também fez parte da mesa de honra, destacou como um momento histórico.

 

O curso Marcos Jurídicos é realizado com oficinas desenvolvidas para Câmaras Municipais que necessitam atualizar seus regimentos internos e lei orgânica do município e para alunos da área do direito.4.jpeg5.jpeg2.jpeg

A Câmara realizou na noite dessa quinta-feira sessão solene em homenagem a professora Silvana Orsano e o aluno Léo Pereira

por Anne Silva publicado 22/09/2017 10h05, última modificação 30/10/2017 09h11

 Câmara de Campo Maior realizou na noite dessa quinta-feira (21/09) sessão solene em homenagem a professora Silvana Orsano e o aluno Léo Pereira. O projeto Aventure-se na Leitura, desenvolvido por eles na Escola Municipal Raio de Esperança, foi premiado na II Mostra Científica do Cariri (MOCICA) e representará o Brasil num encontro internacional de cientistas na Colômbia.

“É um momento impar. O reconhecimento é importante porque nos dá forças pra continuar acreditando que através da ciência é possível mudar a nossa realidade; mudar pra melhor. É com a ciência que produzimos conhecimento e, muito mais, seres humanos críticos, com visão de mundo diferenciado”, comemora a professora.

Silvana Orsano coleciona participação em 10 feiras científicas e já conquistou entorno de 15 premiações nacionais e internacional. Em 2015, o projeto Diagnóstico e Acompanhamento dos Casos de Hanseníase desenvolvido em Campo Maior e orientado pela professora foi escolhido como exemplo para o continente europeu na Expo-Sciences Internacional, realizada em Bruxelas, Bélgica.

Léo Pereira, aluno do 7º ano da rede municipal de ensino, explica que o projeto tem por objetivo incentivar a leitura e comenta que através dos livros é possível descobrir novos horizontes. “É muita felicidade ser reconhecido pelo Aventure-se na Leitura. Quero continuar a incentivar meus amigos a lerem cada vez mais”, expressa.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, afirma que o reconhecimento é uma forma de impulsionar a educação municipal. “Reconhecer boas ações que contribuem com nosso município é importante para fazer nascerem novas atitudes dessa. A Câmara se orgulha muito das mentes brilhantes de nossa cidade e de campomaiorenses que se destacam pelo mundo”.

 

Ascom Câmara de Campo Maior Sessão Solene (7).JPGSessão Solene (3).JPG

O plenário da Câmara aprovou na sessão ordinária dessa terça-feira (19/09) a criação da Comissão Permanente de Direitos da Mulher.

por Anne Silva publicado 22/09/2017 09h50, última modificação 30/10/2017 09h12
O plenário da Câmara Municipal de Campo Maior aprovou na sessão ordinária dessa terça-feira (19/09) a criação da Comissão Permanente de Direitos da Mulher. Proposta pela vereadora Silvia do Caú, o projeto de resolução busca assegurar o desenvolvimento de política pública para as mulheres campomaiorenses.
A vereadora explica que podem ser criadas até quatro comissões permanentes na câmara. Até então, duas estavam instituídas, a Comissão de Constituição e Justiça e a Comissão de Finanças, Orçamentos e Ordem Econômica. Com a aprovação, há uma alteração no Regimento Interno e a Câmara passa a contar com a comissão em defesa das mulheres.
“Podem funcionar até quatro comissões permanentes na Câmara de Campo Maior, fora as comissões especiais. Apresentei o projeto, que foi aprovado, para a gente ter aqui uma específica para tratar do direito das mulheres. E nós mulheres ficamos muito felizes que temos uma comissão para defender nossos direitos. Vamos agora formar os membros e começar atuar”, afirma Silvia.A comissão tem competência para desenvolver atividades de combate às descriminações de gênero, assegurar a participação das mulheres na política, acompanhar a execução de programas municipais voltados às mulheres, encaminhar denúncias de violação de direitos das mulheres e promover campanhas educativas.
“Vivemos uma época de conquista de direitos das mulheres. Com essa comissão, a Câmara de Campo Maior dá um passo importante na luta e em defesa desses direitos. A vereadora Silvia foi feliz em apresentar a proposta e os demais vereadores por abraçarem essa criação”, expressou o presidente da Câmara Fernando Miranda.  
Fonte: Ascom Câmara de Campo Maior 

Câmara Municipal de Campo Maior Realizará oficina Interllegis

por Anne Silva publicado 13/09/2017 09h15, última modificação 19/09/2017 19h32
Câmara Municipal de Campo Maior Realizará oficina Interllegis de Marcos Juridicos de 26 a 28 de Setembro

A Câmara de Campo Maior, através do programa Interlejis, do Senado Federal, está com inscrições abertas para oficina de Marcos Jurídicos. O evento acontece de 26 a 28 de agosto no auditório da Câmara Municipal das 9h às 17h, de forma gratuita e com certificado de participação de 24h.

As inscrições são realizadas através do site da Interlejis (http://www.interlegis.leg.br/institucional/eventos/inscricoes/oficina-interlegis-de-marcos-juridicos-campo-maior). Deve ser preenchido o formulário com nome, endereço, contatos, instituição que está vinculado e ocupação. Podem participar políticos, membros do judiciário, representantes de associações, estudantes, servidores e população em geral interessada na temática.

“Temos a pretensão de atualizar o regimento interno da Câmara e a Lei Orgânica do Município. Tem muita coisa ultrapassada e uma atualização contribui muito para o trabalho dos vereadores. Assim resolvemos promover a oficina para chamar a sociedade e nomes que são referência nacional na temática para debatermos juntos”, justifica o presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda.  

A programação reserva palestra sobre a importância do Regimento Interno e da Lei Orgânica Municipal, organização dos poderes, políticas públicas municipais, organização da Câmara, competências e funções do vereador e sessões plenárias. A oficina é ministrada pelo consultor do Senado Federal Paulo Henrique Soares e o técnico do Senado Federal José Ricardo Melo.

 

Ascom Câmara de Campo Maior 

Câmara entrega título de cidadão Campomaiorense

por Anne Silva publicado 08/09/2017 10h05, última modificação 19/09/2017 19h33
Na noite desta quarta-feira (06/09) a Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior organizou uma sessão solene onde cinco pessoas receberam o título de cidadão Campomaiorense

Na noite desta quarta-feira (06/09) a Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior organizou uma sessão solene onde cinco pessoas receberam o título de cidadão Campomaiorense, honraria dada somente àqueles com relevantes serviços prestados e que demonstram verdadeiro amor pela história e cotidiano do município.

Com uma plateia diversa e elegante, a câmara de Campo Maior, por meio de seus vereadores, concedeu o título de cidadão Campomaiorense a cinco distintas personalidades residentes no município.

Os homenageados foram os bancários Arthur Machado Menezes Fontenele, João Carlos Lins e Silva Matos e Lucivaldo José de Moura Araújo, o repórter Joares Oliveira Cavalcante Júnior e a diretora do HRCM, Jardênia Ribeiro de Sousa.

Alguns a trabalho e outros trazidos por suas famílias, todos os homenageados relataram sua experiencia com as maravilhas da cidade e sua profunda alegria em receber a honraria que, segundo estes, será um verdadeiro divisor de águas em suas vidas profissionais e pessoais.

Sobre isso, o presidente da casa, Fernando Miranda, falou sobre a importância dos títulos: “Eu me sinto feliz e muito honrado quando pudemos proporcionar esses títulos. É a prova viva de que Campo Maior é uma cidade tão maravilhosa que até os que vem de fora desejam fazer parte dela”, disse.

Agora Campomaiorenses, os homenageados, em suas falas, prometeram honrar o título de cidadãos e buscar a cada dia fazer seu melhor para desenvolver o município.IMG_4097.JPGIMG_4090.JPGIMG_4101.JPGIMG_4108.JPGIMG_4115.JPG

Ações do documento