Notícias

por Interlegis — última modificação 06/11/2018 11h35
Banco de notícias desta Casa Legislativa.

Câmara de Campo Maior realiza homenagem a João Alves Filho e Geni Alves por trabalhos sociais

por Helder Felipe Cabral Gomes publicado 14/01/2019 17h05, última modificação 14/01/2019 17h08
Tendo como propositor o vereador Daniel Soares, a sessão solene contou com a presença de amigos, admiradores e membros do Lions Club de Campo Maior
Câmara de Campo Maior realiza homenagem a João Alves Filho e Geni Alves por trabalhos sociais

João Alves, ao lado de sua esposa, Geni Alves

A Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior realizou na noite desta quinta-feira (10/01) uma sessão solene dedicada a homenagear o escritor, poeta, filantropo e político, João Alves Filho e sua esposa, Dona Geni Maria Alves, por seus trabalhos sociais Campo Maior a fora e pela recente eleição como governadores do Distrito LA-6 do Lions Club Brasil.

Tendo como propositor o vereador Daniel Soares, a sessão solene contou com a presença de amigos, admiradores e membros do Lions Club de Campo Maior, que fizeram questão de prestar homenagem ao casal governador que, agora, são responsáveis por coordenar as ações dos estados do Pará, Amapá, Piauí e Maranhão.

Na tribuna, os homenageados relembraram a trajetória que os levaram até àquele dia, destacando os trabalhos sociais em prol do desenvolvimento humanitário e auxílio aos mais necessitados: “Nós, o Lions Club, somos uma das maiores instituições mundiais que dedicam seu tempo a pensar no próximo. Trabalhamos dia e noite no combate à fome e às doenças, como o diabetes, desnutrição e tantas outras [...], só no Brasil, somos mais de 90 milhões de pessoas que dormem a noite sem pelo menos jantar. É por isso que o Lions Club de Campo Maior continuará na orientação de pensar no povo de Campo Maior”, disse.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Nova mesa diretora da Câmara de Campo Maior toma posse em Sessão Solene

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 02/01/2019 10h23, última modificação 02/01/2019 10h23
Em seu discurso, Fernando Miranda afirmou que o objetivo é tornar o legislativo ainda mais próximo da sociedade

A Câmara de Campo Maior se reuniu em Sessão Solene na tarde dessa terça-feira, 1º de janeiro, para posse da nova mesa diretora da casa legislativa. O vereador Fernando Miranda foi reconduzido ao cargo. Em seu discurso, afirmou que o objetivo de seu segundo mandato é tornar o legislativo ainda mais próximo da sociedade.

A solenidade foi presidida inicialmente pelo vereador Edvaldo Lima, parlamentar com o maior número de mandatos. Após prestar o juramento, Fernando Miranda assumiu a presidência e empossou o vereador Edvaldo Lima como vice-presidente e a vereadora Silvia do Cau como 2ª secretária. O vereador Manin Pereira segue com 1º secretário.

“Avançamos muito em dois anos com o apoio de todos os vereadores. Para o segundo mandato, temos o objetivo de levar a Câmara até a comunidade. O legislativo tem seu papel constitucional, mas queremos ir além disso. Queremos utilizar nossa estrutura para servir a cidade com cursos preparatórios e atividades em diversas áreas do desenvolvimento”, disse.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara encerra ano legislativo com votação da Lei Orçamentária e Plano Plurianual

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 20/12/2018 12h20, última modificação 20/12/2018 12h20
Após reuniões das comissões e votações em plenário, a casa limpou a pauta de 2018

A Câmara Municipal de Campo Maior realizou reuniões de comissões e sessões extraordinárias na manhã desta quinta-feira (20/12) para “limpar” as pautas de votações do ano e encerrar os trabalhos da casa. Entre os projetos votados, estiveram a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano Plurianual (PPA).

A primeira matéria colocada em votação pelo presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, foi a PPA. O projeto de autoria do executivo aponta os objetivos e as metas do governo municipal para o ano seguinte e os desafios que deverão ser enfrentados. O Plano foi aprovado por unanimidade.

Em seguida, a mesa diretora colocou em discussão a Lei Orçamentária Anual, que estima as receitas e fixa as despesas do poder executivo municipal para o ano de 2019. Os vereadores chegaram a um consenso e aprovaram por unanimidade a matéria. Por fim, as comissões de Constituição e Justiça e Finanças e Orçamento se reuniram, elaboraram pareceres e o plenário aprovou a lei que institui a contribuição para o serviço de Iluminação Pública.

“Eram pautas que estavam pendentes e não poderíamos fechar o ano sem essas votações. Dessa forma limpamos nossas pautas ao votarmos tudo que estava previsto para este ano”, comemorou o presidente Fernando Miranda. O decano do legislativo, vereador Edvaldo Lima, afirmou que o ano de 2019 foi definido com essas votações.

“Esses projetos legalizam os atos do prefeito durante o ano de 2019. Sem essa aprovação o prefeito não poderia gerir o município e realizar os benefícios para o povo de Campo Maior. Todos os parlamentos estaduais e federais estão fazendo isso nesta semana. Hoje foi a vez de nosso parlamento realizar as votações e encerrar o ano”, finalizou.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Plenário da Câmara aprova criação da Fundação Legislativa de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/12/2018 20h56, última modificação 11/12/2018 20h56
Para a criação da Fundação, a matéria teve de passar por duas votações em plenário por se tratar de um projeto de lei complementar

A Câmara Municipal aprovou na sessão ordinária desta terça-feira (11/12), em segunda votação, a criação da Fundação Legislativa de Campo Maior. A entidade tem como objetivo desenvolver atividades sociais, culturais, esportivas e ainda nas áreas de saúde, educação e no setor econômico.

A criação da Fundalegis-CAM é projeto de lei complementar da mesa diretora do legislativo. O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, afirma que o parlamento tem a função assegurada na constituição de legislar, mas é preciso ir além disso. Para ele, a Câmara pode contribuir no bem estar social do município.

“Nossa atividade é de legislativo. Porém, Campo Maior merece mais do poder legislativo. E, para poder realizar atividades que beneficiem ainda mais a população, formulamos a criação da Fundalegis-CAM para que possamos contribuir em diversos setores. Constitucionalmente a Câmara não pode, mas a partir de agora poderemos através da Fundação”, comemora.

O vereador lista serviços que a Fundalegis realizará. “Estamos preparando a Câmara para oferecermos cursinho popular de forma gratuita, manutenção de escolinhas de futebol integrada com as escolas, apoio a atividades que promovam nossa cultura, nossas tradições, e a instalação de uma rádio e uma tv pública para atuar na boa informação aos campo-maiorenses”.

Para a criação da Fundação, a matéria teve de passar por duas votações em plenário por se tratar de um projeto de lei complementar. Na terça-feira da semana passada os vereadores já haviam aprovado o texto. Nesta terça, o projeto voltou a ganhar unanimidade na casa.

 Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Palestra debate Direitos Humanos e Violência contra Mulheres na Câmara de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 11/12/2018 20h52, última modificação 11/12/2018 20h52
O evento contou com a palestra “Direitos Humanos e Violência contra a Mulher” proferida pelo presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-PI, Marcelo Mascarenhas

Em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos, a Câmara Municipal de Campo Maior realizou na manhã desta terça-feira (11/12) Sessão Solene para lembrar a Declaração Universal dos Direitos Humanos formulada pela Organização das Nações Unidas após a II Guerra Mundial.

O evento contou com a palestra “Direitos Humanos e Violência contra a Mulher” proferida pelo presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-PI, Marcelo Mascarenhas. O advogado lembrou que a sociedade distorce os objetivos dos direitos humanos.

“As pessoas tem reproduzido uma visão equivocado dos Direitos Humanos pelo fato de não compreender de fato o que significa. As pessoas pensam Direitos Humanos como o direito dos encarcerados”, rebate. “Mas não se limita a isso. O direito à educação, direito ao trabalho justo, o direito à paz são também defendidos”, diz.

Marcelo Mascarenhas comenta que a luta pela igualdade de gênero entre homens e mulheres é tratado pela primeira vez na Declaração Universal de 1948. “Um dos setores mais fragilizados é a questão das mulheres. O direito das mulheres é uma longa história. O direito ao voto feminino só foi conseguido um século depois que foi conquistado pelos homens. É preciso que a gente compreenda que na reflexão dos Direitos Humanos há essa discussão dos direitos das mulheres”.

O palestrante comentou as recentes conquistas das mulheres brasileiras com a Lei Maria da Penha e a Lei do Feminicídio. Porém, Marcelo afirma que essas medidas ainda são poucas para combater efetivamente a violência. Ele indica que o cenário brasileiro só vai melhorar se o assunto começar a ser trabalhado nas salas de aulas.

A Sessão Solene contou com a presença de autoridades, como o prefeito Professor Ribinha; presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda; promotor criminal, Luciano Nogueira; presidente da OAB Campo Maior, Wilson Spíndola; e a coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Luzia Pereira.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaiore@gmail.com)

Campanha realiza 16 dias de luta pelo fim da violência contra a mulher em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 27/11/2018 22h40, última modificação 27/11/2018 22h49

 

Teve início esta semana em Campo Maior a campanha “16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência Contras as Mulheres”. Nesta terça-feira (27/11), a coordenadora municipal de Polícias Públicas para Mulheres, Luzia Pereira, apresentou o movimento aos vereadores e ganhou o apoio dos parlamentares. A campanha é uma iniciativa da ONU e realizada em mais de 160 países. Esse é o segundo ano que acontece no município.

Uma série de atividades foi programada para acontecer durante os 16 dias da campanha. Luzia Pereira explicou que as ações deste ano estão direcionadas para os homens e suas mais diversas funções na sociedade. A coordenadora comenta que o objetivo é encorajar as mulheres e sensibilizar os homens.

“O primeiro passo é reconhecer que existe em Campo Maior um grande número de violências contra a mulher. O segundo é o enfrentamento com uma mobilização para mostrar para a mulher vítima de violência que ela pode denunciar, procurar a delegacia, chamar a Polícia Militar através do 180”.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, ressaltou que a campanha busca pedir punição para homens que cometem violência. “É um tema que deve ser discutido. A mulher que sofre a violência muitas vezes fica em silêncio por falta de incentivo. E essa campanha tem o apoio da Câmara Municipal para que se mostrar para a sociedade que não é mais suportável qualquer violência contra as mulheres e que se possa cobrar punição eficiente para os agressores”.

Programação
Nesta quarta (28), sete detentos que cumprem pena por violência contra a mulher na penitenciária de Campo Maior participam de palestra. Na quinta, dia 6 de dezembro, uma blitz educativa do Laço Branco será realizada em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. A campanha realiza ainda oficina com homens que atuam como segurança em empresas privadas, órgãos públicos e eventos em praça pública.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara quer ação da Secretaria de Meio Ambiente no Berçário das Garças

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/11/2018 08h55, última modificação 21/11/2018 09h21
No último final de semana, o local foi vítima de um incêndio que destruiu a área de reprodução das aves

Vereadores cobraram durante a sessão dessa terça-feira (20/11) medida da Secretaria Municipal de Meio Ambiente no Berçário das Garças, às margens da BR 343, em Campo Maior. No último final de semana, o local foi vítima de um incêndio que destruiu a área de reprodução das aves.

Uma comissão formada pelos vereadores Fernando Miranda, presidente da Câmara, Neto dos Corredores e João Maroca visitou o Berçário na segunda-feira. Na manhã de terça, os vereadores voltaram ao terreno, dessa vez, acompanhados do presidente do Conselho Estadual de Cultura, professor Cineas Santos.

“Os campomaiorenses, infelizmente, ainda não se deram conta das potencialidades. Estou falando das potencialidades culturais, históricas, ecológica. Quantas cidades no Brasil existem com um berçário na entrada da cidade? A questão do ninhal é apenas umas das questões que afetam Campo Maior. O que aconteceu (incêndio) é crime ambiental. O poder público tem que encontrar uma solução”, comentou Cineas.

À tarde, na sessão ordinária, o presidente Fernando Miranda apresentou requerimento para que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente haja para recuperar o berçário. O vereador Hamilton Segundo afirmou que a secretaria deve ser responsabilizada pelo crime de omissão e questionou a aplicação dos recursos do ICMS Ecológico. Já o vereador Daniel Soares cobrou ação imediata no local.

Os vereadores Geraldo Paz e Gabriella Pinho lembraram que falta estrutura para atuação dos servidores da Secretaria de Meio Ambiente. Segundo os dois parlamentares, falta transporte para a fiscalização e realização de medidas preventivas.

Audiência 

Em junho deste ano, a Câmara Municipal realizou uma Audiência Pública com o Conselho Estadual de Cultura para tratar sobre a preservação do Berçário das Garças, de carnaúbas e do patrimônio cultural de Campo Maior. Com representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambientes e do executivo, membros do conselho sugeriram a realização de uma série de medidas que deveriam ser adotadas.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Fernando Miranda antecipa pagamento do 13º salário para servidores da Câmara

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 16/11/2018 09h35, última modificação 16/11/2018 10h09
A antecipação é uma forma de melhorar o planejamento dos servidores para o final de ano e ajudar a economia local

O presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, antecipou o pagamento da segunda parcela do 13º salário dos servidores da Câmara Municipal para essa quinta-feira (15/11), data em que se comemora a proclamação da república do Brasil. A primeira parcela do 13º salário já havia sido disponibilizada no mês de junho.

Na quarta-feira, o chefe do legislativo autorizou o pagamento do 13º juntamente com o salário do mês de novembro. Logo em seguida, anunciou aos servidores a medida adotada, e, na quinta, os valores foram disponibilizados para saque.

Fernando Miranda explicou que a antecipação é uma forma de melhorar o planejamento dos servidores para o final de ano e ajudar a economia local. O presidente afirma que a antecipação do pagamento é reflexo do planejamento que faz desde o início de sua gestão como presidente da casa legislativa.

“Estamos antecipando o 13º para todos os servidores que trabalham na Câmara de Campo Maior para que essas pessoas possam se programar melhor para o final do ano. Que esse 13º possa ir para o comércio de Campo Maior, para as compras de natal e ano novo. Essa antecipação foi possível devido ao planejamento que fazemos desde o início da nossa gestão na Câmara”, explica.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara realiza solenidade de entrega do diploma do mérito educacional

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 15/11/2018 11h35, última modificação 15/11/2018 11h37
A insígnia é uma forma de reconhecer aquelas pessoas que se dedicam ao desenvolvimento da educação de Campo Maior

A Câmara de Campo Maior realizou nessa quarta-feira (14/11) a primeira sessão solene de entrega do diploma do mérito educacional vereador Olímpio Castro. Ao todo, nove pessoas (veja a lista a baixo) foram homenageadas com o título que reconhece professores, gestores e colaboradores que contribuem ou contribuíram com a educação municipal.

A autoria da resolução que criou o diploma é do vereador Hamilton Segundo (PP). O parlamentar explica que a insígnia é uma forma de reconhecer aquelas pessoas que se dedicam ao desenvolvimento da educação de Campo Maior. Para ele, a homenagem busca também incentivar as boas práticas para outros educadores.

O diploma é divido em três categorias. A primeira é a de Professor Nota 10, que reconhece professores das mais diversas áreas do conhecimento. A segunda, Gestor Nota 10, é destinada a diretores, secretários municipais ou prefeitos que tiveram a educação como prioridade. E, por fim, a categoria Filantropo para as pessoas que destinam, voluntariamente, tempo e recursos para as causas educacionais.

O deputado estadual Severo Eulálio recebeu o diploma em nome de seu avô, o ex-prefeito Raimundinho Andrade. “Agradeço e parabenizo a Câmara Municipal de Campo Maior. Meu avô teve sempre os olhos voltados para a educação de tal forma que traz em seu nome a marca de professor. É muito bom estarmos aqui como família recebendo esse reconhecimento por tudo que ele fez na educação de Campo Maior”, disse.

A professora Bernadete Silva, presidente do SINDSERM, foi uma das homenageadas na categoria Professor Nota 10. Natural de Porto-PI, passou a morar em Campo Maior desde muito cedo e se emprenhou na área da educação. É professora da rede municipal, estadual e privada. Reconhecida pelas aulas de literatura e linguística, Bernadete se emocionou durante a solenidade. “É um sentimento de gratidão. Muito gratificada por esse reconhecimento pelo meu trabalho como professora em Campo Maior”, afirmou.

 

Veja os homenageados

1) Educador nota 10

- Maria Bernadete Silva
- Raimundo Nonato Ozório
- Aracéa de Araújo Rodrigues (in memoria)

2) Gestor nota 10

- Raimundo Nonato Andrade (in memoria) 
- Albino Lopes de Sousa Neto
- José Francisco Ribeiro do Carmo (in memoria)

3) Filantropo

- Ana Assunção Oliveira Cunha
- Mariema Nogueira Paranaguá da Paz
-João Alberto Alves Rodrigues


Programação intensa
A Câmara realizou uma intensa programação nesta semana. Na terça-feira, uma audiência publica proposta pelo vereador Daniel Soares (PSB) reuniu vereadores e a direção do Hospital Regional de Campo Maior um debate sobre o funcionamento da casa de saúde. No mesmo dia, uma sessão solene proposta pelo vereador Fernando Miranda (PT) marcou as comemorações do Dia do Evangélico. E, nessa quarta, a solenidade do mérito educacional.

“Essa programação repleta de atividades que vem desde a semana passada é reflexo da atuação dos vereadores. O poder legislativo olha para os problemas que existem em Campo Maior, mas também valoriza e reconhece classes ou pessoas que prestam relevantes serviços ao município”, conclui o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara.

 

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

João Maroca apresenta projeto que cria o Dia Municipal do Reisado em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 30/10/2018 22h25, última modificação 30/10/2018 22h25
O parlamentar comenta que o projeto tem como objetivo valorizar a tradição dos devotos, oficializar a festividade e buscar apoio do executivo municipal para a manutenção desse folclore

O vereador João Maroca (PT) apresentou na sessão plenária desta terça-feira (30/10) um projeto de lei que inclui o Reisado como patrimônio histórico, cultural e imaterial de Campo Maior e cria o Dia Municipal do Reisado. A proposta torna o dia 6 de janeiro voltado para as comemorações da festa religiosa que há décadas é realizada no município.

O parlamentar comenta que o projeto tem como objetivo valorizar a tradição dos devotos, oficializar a festividade e buscar apoio do executivo municipal para a manutenção desse folclore. “O Dia do Reisado é para oficializar na cultura de Campo Maior essa tradição. As comemorações existem, mas não é oficializado. Estamos aqui na Câmara lutando por nossa cultura”, defendeu.

O Reisado é praticado em Campo Maior desde 1948. João Maroca explicou que as primeiras manifestações foram realizadas por Manoel Alves da Silva, conhecido como Manoel Doca. Ao longo dos anos, a Festa de Santo Reis ganhou adeptos e tornou-se tradição. Com a morte de seu fundador, o filho, Vicente Doca, a mantém viva na comunidade Fazendinha.

Um dos filhos de Manoel Doca esteve presente no plenário da Câmara no momento da leitura do projeto. Roberto Doca lembrou do pai e disse que família se sente honrada com a homenagem. “Essa é a primeira vez que venho a Câmara e tenho a satisfação de cara ter um projeto que beneficia minha família. Quero agradecer o apoio dos vereadores aqui presentes”.

O projeto foi lido pela mesa diretora e deve ser votado pelo plenário na sessão da próxima terça-feira. (As sessões são transmitidas ao vivo pelo facebook da Câmara de Campo Maior; acompanhe)

O Reisado
O Reisado é uma festa católica que relembra a passagem bíblica que descreve a atitude dos três reis magos, que saíram em uma longa jornada em busca do local de nascimento de Jesus Cristo. Ao encontrar a criança, ofereçam presentes. A festa é realizada durante cinco dias e se encerra em 6 de janeiro, Dia de Santo Reis.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Audiência Pública com INSS debate cortes de benefícios de deficientes

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/09/2018 15h45, última modificação 21/09/2018 15h44
Vários benefícios foram cortados ou suspensos sem a devida justificativa

Uma audiência pública com o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), na manhã desta sexta-feira (21/09), no plenário da Câmara Municipal, debateu os recentes cortes nos benefícios de deficientes de Campo Maior. O encontro reuniu Câmara de Vereadores, associações, conselhos municipal, secretarias, INSS e Ministério Público.

As entidades que representam as pessoas com deficiências relataram que vários benefícios foram cortados ou suspensos sem a devida justificativa. Elas reclamam ainda das dificuldades no agendamento de atendimento, grosseria de médicos no momento das perícias, falta de médicos no dia marcado para realização de perícias.

A gerente regional do INSS, Margarete Andrade, explicou que o governo federal através de medida provisória busca melhorar o gasto público e convocou os beneficiários para reavaliação. Porém, por algum motivo as cartas não chegaram a muitos dos endereços, as pessoas não compareceram para a avaliação e tiveram o salário suspenso.

Margarete respondeu ainda a dúvidas sobre as dificuldades de atendimento. “É um problema nacional. Os atendimentos são agendados pelos próprios usuários no número 135. Mas esse número muitas vezes está com problemas. Nós no INSS também sofremos muito com isso. O que fazemos lá é cumprir o que é definido pelo governo”.

O presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Luiz Cadeira, avaliou a audiência. “Umas das coisas bastante relevante desse encontro foi a gente entender o que está acontecendo: os servidores do INSS muitas vezes são vítimas da própria legislação e há uma necessidade das entidades pressionarem o congresso nacional para mudar essa legislação."

Ao final do encontro, o presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, sugeriu que o legislativo e as entidades formulem uma representação ao Ministério Público Federal para que a justiça seja informada e busque soluções para os problemas apresentados.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Comunidade Alto do Meio ganha melhorias no abastecimento de Água

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 20/09/2018 11h26, última modificação 20/09/2018 11h26
No B-R-O-BRÓ, a população possui maior necessidade de água para alimentação e atividades domesticas e de higiene.

O Serviço Autônomo de Água de Esgoto de Campo Maior (SAAE) iniciou nesta quinta-feira (20//09) os trabalhos de aprofundamento de um poço na comunidade Alto do Meio. A obra vai melhorar a rede de abastecimento de água da localidade e foi requisitada pela Câmara Municipal de Campo Maior.

“A Câmara está unida para melhorar a qualidade de vida do povo de Campo Maior. Apresentamos um requerimento em conjunto com os vereadores Hamilton Segundo, Manin Pereira e Sena Rosa pedindo esse serviço. A diretoria do SAAE está atendendo e a população vai ser beneficiada”, afirmou o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara.

Os parlamentares justificaram que o poço chegou a nível que não atende mais a demanda da comunidade. Eles comentam ainda que devido ao B-R-O-BRÓ, período mais quente do ano na região nordeste, a população possui maior necessidade de água para alimentação e atividades domesticas e de higiene.

Diretor do SAAE, João Lima explica que o poço vai abastecer a rede que foi expandida para atender um maior número de residências. “Já é um poço existente do SAAE e há essa demanda entorno da comunidade. A rede de abastecimento no Alto do Meio foi expandida cerca de 4.500 metros e no momento que expandimos a rede é preciso aumentar o volume de água”.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Professores cobram liberação de precatórios na Câmara Municipal de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 18/09/2018 19h10, última modificação 18/09/2018 19h10
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) questiona essa destinação para os professores

A liberação de precatórios do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF). Esse foi o tema de uma reunião entre os professores e vereadores de Campo Maior na tarde desta terça-feira (18/09) no plenário do legislativo.

A Câmara já havia aprovado um projeto de lei que destina 60% dos precatórios para valorização dos professores e os demais 40% para investimentos em melhorias da educação municipal. Os parlamentares também aprovaram a inclusão dos valores na lei orçamentária para que o pagamento aconteça.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), no entanto, questiona essa destinação para os professores e analisa a matéria. A presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Bernadete Silva, afirmou que não há nada de errado no repasse de 60% do recurso para os profissionais e voltou a pedir o apoio da Câmara.

“O Tribunal de Contas só quer liberar quando sair uma decisão do Tribunal de Contas da União. Mas aqui em Campo Maior nós temos uma lei aprovada pela Câmara. Nossa expectativa é que o relator do TCE nos dê uma parecer favorável. Porque a Câmara é um poder e já aprovou que nós temos direito de receber”.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, acertou com a classe em formar uma comissão de parlamentares para conversar com os conselheiros do TCE e enviar documentação ao órgão pedindo o pagamento. A comissão é formada pelos vereadores Neto dos Corredores e Manin Pereira.

“Vamos enviar um ofício ao Tribunal de Contas para que ele se manifeste definitivamente sobre essa questão. A Câmara tem a independência de legislar. Vamos questionar porque o Tribunal está entrando num assunto que é de competência do legislativo”, explicou o vereador Neto dos Corredores sobre o trabalho da comissão.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara de Campo Maior cria ouvidoria através do aplicativo WhatsApp

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 28/08/2018 20h16, última modificação 28/08/2018 20h16
A nova forma de comunicação deve ser usada pela sociedade para apresentar sugestões aos parlamentares, reclamações, tirar dúvidas e receber informações

A população de Campo Maior pode agora entrar em contato com a Câmara Municipal através do aplicativo WhatsApp. A novidade foi anunciada pelo presidente do legislativo, vereador Fernando Miranda, na sessão plenária desta terça-feira (28/08). O número é o (86) 9 8145 7535.

A nova forma de comunicação deve ser usada pela sociedade para apresentar sugestões aos parlamentares, reclamações, tirar dúvidas e ainda receber as últimas informações que envolvem o poder legislativo de Campo Maior. As mensagens recebidas serão encaminhadas a mesa diretora da casa e o sigilo dos participantes mantido.

O presidente Fernando Miranda enaltece que o WhatsApp é utilizado como meio de comunicação por grande parte das pessoas. O vereador afirma que dessa forma o relacionamento da população com os parlamentares será maior, eficaz e trará benefícios para o povo e para os trabalhos na Câmara.  

“Essa é uma forma de tornar a Câmara Municipal de Campo Maior mais transparente e próxima da nossa população. O WhatsApp é um aplicativo que a maioria das pessoas usam para se comunicar. E, por isso, acreditamos que estamos dando um importante passo para estreitar a relação da população com nossos vereadores”, finalizou.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara aprova regulamentação de cargos para professores de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/08/2018 20h10, última modificação 21/08/2018 20h10
Professores aprovados no concurso de 2013 esperavam a regulamentação para assumirem os cargos

Professores da rede municipal de ensino comemoraram na tarde desta terça-feira (21/08), na Câmara de Campo Maior, a aprovação do projeto de lei que amplia o quadro de cargos da Secretaria Municipal de Educação. O projeto de autoria do executivo ganhou consenso entre os parlamentares ao receber uma modificação proposta pelo vereador Neto dos Corredores (PDT).

“O projeto aumenta o número de cargos existentes na administração municipal. Há mais de sete anos que não se atualizava esses cargos. Por exemplo, hoje nós temos entorno de 400 professores e os cargos existentes talvez não chegasse a 200”, explica Bernadete Silva, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Municipais.

“Tivemos em 2011 professores que entraram através da justiça, também em 2013 tivemos professores que entraram por concurso. E era preciso atualizar para regularizar essa situação. Nós temos professores aprovados em 2013 esperando pela criação desses cargos para poderem assumir”, complementa.

O vereador Neto dos Corredores apresentou uma emenda ao projeto que altera o texto do item escolaridade. De “Ensino Superior; Licenciatura Plena Específica”, o texto foi ampliado para “Magistério, normal superior ou licenciatura plena em pedagogia; Ensino Superior em licenciatura plena específica, pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado)”.

O vereador Hamilton Segundo (PP), líder da bancada de oposição, lembra ainda que o projeto regulamenta a carga horária dos profissionais da educação. “O projeto regulamenta 500 vagas com carga horária de 40h semanais. Esse é um direito deles, porém, não havia essa regulamentação”.

“Com essa aprovação, a Câmara de Campo Maior autoriza o prefeito municipal a regularizar a situação dos professores. É um ganho de muita importância porque vai refletir na qualidade das atividades prestadas por esses profissionais”, afirmou o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Regimento Interno e Lei Orgânica do Município ganham nova edição

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 18/08/2018 08h45, última modificação 18/08/2018 08h45
As duas publicações foram apresentadas aos parlamentares pelo presidente, vereador Fernando Miranda, na sessão plenária

Os vereadores da Câmara de Campo Maior ganharam uma nova edição do Regimento Interno do Legislativo e da Lei Orgânica do Município. As duas publicações foram apresentadas aos parlamentares pelo presidente, vereador Fernando Miranda, na sessão de terça-feira (14/08), e entregues em plenário pelos líderes das bancadas de situação e oposição.

O Regimento Interno trás na capa a imagem da sede do poder legislativo municipal, o brasão da Câmara e o texto da resolução nº 01/1990, de 05 de abril de 1990. “Dispõe sobre o Regimento Interno da Câmara Municipal de Campo Maior – PI”. A Lei Orgânica, por sua vez, ganhou uma fotografia aérea da cidade e destaques para a cor verde.

“Juntamente com todos os vereadores reformulamos a Lei Orgânica e o Regimento Interno; deu tudo certo. Tornamos o Regimento mais democrático e moderno, porque o mundo evolui e as atividades parlamentares têm que evoluir também. “, afirma.

O vereador Neto dos Corredores (PDT) apontou possível erro no artigo 36 do Regimento Interno. Segundo ele, a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) precisa apenas de assinada de 1/3 dos vereadores. “Não se pode juntar 1/3 e ainda colocar em plenário (para a votação dos demais vereadores). A constituição garante que a única forma da minoria ser ouvida é na criação de uma CPI”, reclama.

O presidente da Câmara se manifestou ao garantir que o texto vai ser remetido a assessoria jurídica do parlamento para ser corrigido em caso de equívoco.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara de Campo Maior aprova mudança no horário das sessões plenárias

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 14/08/2018 22h35, última modificação 14/08/2018 22h35
Com a aprovação, o encontro permanece no mesmo dia, mas ocorre em novo horário

A Câmara de Campo Maior aprovou por unanimidade nesta terça-feira (14/08) um projeto de resolução que altera o horário das sessões ordinárias no legislativo municipal. Atualmente, os vereadores se reúnem em plenário toda terça-feira, às 19:30. Com a aprovação, o encontro permanece no mesmo dia, mas ocorre às 16h.

O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, explica que a alteração no horário busca atrair maior presença da população e maior espaço de tempo para a sessão. “É melhor para as pessoas estarem presentes e os vereadores sentiram que é um horário mais adequado, porque muitas das vezes entrávamos aqui 19:30 e íamos até 10h, 11h. Agora começando 16h podemos avançar pela noite. Teremos mais tempo”.

O vereador Daniel Soares comemorou a mudança ao justificar que a sociedade vai poder acompanhar mais de perto as atividades paramentares. Ele comenta ainda que a insegurança à noite inibia a população a participar da sessão. “As pessoas trabalham e a noite querem descansar para o outro dia. Também tem a questão da segurança. Convoco agora a população para vir a sessão”.

Já o vereador Neto dos Corredores lembrou que a sessão a noite concorre com outras atividades realizadas na cidade. “À noite as pessoas têm outros compromissos, preferem participar de outras situações que a cidade oferece e ficamos aqui na sessão com o plenário vazio em quase todas as sessões”.

 Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Fernando Miranda anuncia lançamento de livro sobre a história da Câmara de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 14/07/2018 09h08, última modificação 14/07/2018 09h08
O lançamento da obra acontece no aniversário de Campo Maior, dia 8 de agosto, a partir das 9h:30min, em sessão solene no plenário da Câmara

Em entrevista (veja o vídeo aqui) divulgada nesta sexta-feira (13/07), o presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, anunciou a publicação de um livro sobre a história do poder legislativo do município. O lançamento da obra acontece no aniversário de Campo Maior, dia 8 de agosto, a partir das 9h:30min, em sessão solene no plenário da Câmara.

Fernando Miranda revela o título do livro - Câmara Municipal de Campo Maior: 256 anos de história – e momentos importantes abordados na publicação, como o período da Batalha do Jenipapo, da Ditadura Militar e o papel do legislativo em situações de conflitos políticos locais.

“O município de Campo Maior foi criado através da Câmara Municipal, e a Câmara faz parte dessa história. O livro já está produzido e o lançamento será dia 8 de agosto, em sessão solene. O livro vai resgatar toda a história de uma das câmaras mais antigas desse país, desde 1762 até os dias atuais, escrito pelo historiador Celson Chaves”, divulgou.

Perguntado no vídeo sobre as expectativas para o segundo semestre de trabalho na Câmara, o presidente Fernando Miranda destacou além do lançamento, o início da reforma na sede do poder legislativo. “Vai ter o lançamento do livro, o início da reforma da Câmara e vamos implementar ainda mais o trabalho de fiscalização dos vereadores”.

Números do primeiro semestre

Os números que mostram o desempenho da Câmara Municipal no primeiro semestre revelam que houve uma evolução do trabalho do parlamento. Foram realizadas 22 sessões plenárias, nas quais foram aprovados 45 requerimentos, 5 projetos de leis e 11 projetos de resolução. Os vereadores realizaram ainda 3 audiências públicas e 2 sessões solenes.

“O que explica esse crescimento é uma Câmara formada por vereadores que têm o compromisso com a população de Campo Maior e que veem nesse modelo administrativo uma forma de melhor contribuir com a população de Campo Maior”, afirma Fernando Miranda.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Qualidade no atendimento para turistas é discutida em curso de qualificação na Câmara

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 04/07/2018 14h03, última modificação 04/07/2018 14h03
"Se você não trata bem, seu concorrente trata bem o cliente"

Um curso de qualificação na área do turismo realizado nesta quarta-feira (04/07) na Câmara Municipal de Campo Maior chamou atenção para a qualidade do atendimento dos estabelecimentos da cidade. Palestras, atividades práticas e motivacionais mostraram o que deve ser colocado em prática para o turista se sentir bem acolhido aonde chegar.

“A relação interpessoal com o turista e a qualidade no atendimento são como um corpo e não podem andar separadas. Quando você vai para um local e mantém relações produtivas, você volta. É assim na igreja, é assim no restaurante e em qualquer lugar. É uma regra única. Trate bem como você gostaria de ser tratado”, explica o palestrante José Phortela.

Diante de uma plateia de empresários e profissionais que atuam com o turismo, representantes de entidades e estudantes, José Phortela alertou: “Hoje, a capacitação é importante, porque se você não trata bem, seu concorrente trata bem o cliente. E nós do Piauí queremos os turistas aqui e bem tratados”.

Já o Prof. Dr. Reinaldo Lopes explicou os benefícios do processo comunicacional sem barreiras que possam causar prejuízos numa conversa ou durante um atendimento ao cliente. Para ele, o funcionário só vai exercer um bom processo de comunicação se ele estiver motivado. Por isso a motivação deve ser trabalhada dentro dos ambientes.

Clovis Melo, representante da Secretaria de Estado do Turismo, defende que todos os moradores são responsáveis pelo turismo do município. O presidente da Câmara, vereador Fernando Miranda, e o prefeito Professor Ribinha comemoraram a realização do curso. Por sua vez, o vereador Neto dos Corredores argumentou que as capacitações desenvolvem uma consciência de que o setor do turismo deve ser tratado com profissionalismo.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara anula sessão que autorizou PPP da Iluminação Pública em Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 20/06/2018 08h10, última modificação 20/06/2018 08h10
Anulou a sessão extraordinária que aprovou a Parceria Público Privado (PPP) da Iluminação Pública e a criação da Secretaria Municipal de Iluminação e Limpeza

Em sessão plenária na noite dessa terça-feira (19/06), a Câmara de Campo Maior anulou a sessão extraordinária que aprovou a Parceria Público Privado (PPP) da Iluminação Pública e a criação da Secretaria Municipal de Iluminação e Limpeza. As irregularidades da sessão do 20 de dezembro de 2013 foram apurada por uma Comissão Especial instaurada no legislativo.

O vereador Neto dos Corredores, relator da Comissão Especial, apresentou em seu parecer os erros constatados. Segundo o documento, pelo menos três artigos do Regimento Interno da Câmara foram violados. “Não houve convocação dos vereadores para a sessão, não foi colocado em votação o pedido de aprovação em regime de urgência e não poderia ser aprovado em apenas uma sessão”, explicou Neto dos Corredores.

Na Comissão Especial, o relatório foi aprovado com os votos do presidente, Hamilton Segundo, do secretário Manin Pereira e do membro suplente Geraldo Paz. Após análise na comissão, o relatório foi apresentado ao plenário da casa legislativa. “Por confirmar os erros, o relatório pede a nulidade da sessão. Ele já foi lido aqui e agora vamos para a votação dos senhores”, disse o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara, ao anunciar a votação.

A mesa diretora pediu que os votos fossem anunciados de forma nominal, na qual cada vereador se manifesta. A votação começou com os parlamentares da bancada de oposição, que votaram a favor da nulidade. Logo depois os vereadores de situação também foram favoráveis ao cancelamento da sessão. Ao final, o relatório e anulação da PPP da Iluminação e da Secretaria Municipal de Iluminação foi aprovado por 10 votos a 0.

A Comissão
O presidente da Câmara, Fernando Miranda, comentou que o regimento não pode ser desrespeitado e que a nulidade dos dois projetos o legislativo mostra como o regimento deve ser seguido. “Foi criada uma comissão, que investigou, aprontou um relatório, esse relatório foi aprovado pelo plenário. Seguiu todos os trâmites. É dessa forma que o regimento interno deve ser respeitado”, disse sobre o rito da Comissão Especial.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Em audiência pública, Câmara de Campo Maior pede criação de casa de acolhimento de idosos

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 12/06/2018 06h40, última modificação 12/06/2018 06h40
O Major Etevaldo Silva, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, chamou atenção para a quantidade de casos atendidos pela polícia

Uma audiência pública na Câmara de Campo Maior, nessa segunda-feira (11/06), debateu o direito dos idosos do município. O encontro reuniu representantes da comissão do idoso, da OAB, Conselho Municipal do Idoso, Secretaria de Assistência Social, Ministério Público e Polícia Militar.

O presidente da subcomissão do direito dos idosos, da OAB, Assis Lima, traçou um perfil da situação atual em Campo Maior. “É preciso que o Conselho do Idoso em Campo Maior funcione de fato. Que tenha um transporte para atender as ocorrências, uma sede e um telefone para atender o público. São muitos os casos de violação dos direitos dos idosos e não podemos nos esquivar desse problema”, disse.

Conceição Brito, presidente do Conselho Municipal do Idoso, relatou que usa o próprio carro e recursos pessoais para ajudar idosos maltratados por suas famílias. O Major Etevaldo Silva, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, chamou atenção para a quantidade de casos atendidos pela polícia. Já a Secretária Municipal de Assistência Social, Nilzana Gomes, pediu diálogo entre os órgãos para melhorar os atendimentos às vítimas.

“Precisamos da prioridade a criação de uma Casa do Idoso em Campo Maior para melhor trabalharmos estes casos que envolvam idosos”, disse o vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara e propositor da audiência. O promotor de justiça Cesário Cavalcante alertou para a importância de denunciar casos. “Se conhece um idoso sendo maltratado, espancado pela família, não se omita, denuncie na polícia no ministério público. Todos nós vamos envelhecermos e não gostaríamos de ser maltratados”.

Ao final da audiência pública foi criada uma comissão Intersetorial para viabilizar recursos para criação e manutenção de uma casa de acolhimento dos idosos e buscar melhorias para o funcionamento do Conselho Municipal.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara aprova indicativo de projeto que beneficia professores de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 06/06/2018 07h40, última modificação 06/06/2018 07h40
A sessão teve a presença de um grande número de professores, representantes sindicais e do prefeito Professor Ribinha

O plenário da Câmara de Campo Maior aprovou durante sessão ordinária nessa terça-feira (05/06), o indicativo de projeto de lei que destina aos professores 60% dos recursos que o município deve receber de precatório. A sessão teve a presença de um grande número de professores, representantes sindicais e do prefeito Professor Ribinha.

“O governo deixou de repassar durante muito tempo recursos do antigo FUNDEF para Campo Maior. O município juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais entraram na justiça para que esse dinheiro fosse pago. Agora o governo reconheceu a dívida a vai repassar o valor. O indicativo é para que 60% desse dinheiro seja destinados aos professores e 40% para investimentos na Educação”, explica o vereador Neto dos Corredores, propositor da matéria.

O indicativo foi apresentado pela mesa diretora e levado para análise da Comissão de Constituição e Justiça e Constituição de Finanças e Orçamento. “Vamos encerrar essa sessão ordinária, as duas comissões formam os pareceres e a gente retorna para votar”, esclareceu o vereador Fernando Miranda sobre o protocolo que deveria ser seguido.

A plateia presente vibrou no momento que o vereador Manin Pereira, secretário da mesa diretora, anunciou o que as duas comissões eram favoráveis à aprovação. Logo em seguida o projeto foi colado em votação no plenário. “O vereador que concorde pode levantar-se”. Por unanimidade, o indicativo foi aprovado e remetido ao executivo.

Regimento interno

O vereador Daniel Soares lembrou que as modificações realizadas recentemente no regimento interno da Câmara alcançaram seu objetivo nessa votação. “Sempre a Câmara entrava de recesso no período dos festejos. Com as modificações, os trabalhos nesta casa seguem. O projeto só está sendo votado porque não paramos este ano”, explicou.

O presidente da Câmara, Fernando Miranda, defendeu o cumprimento do regimento. “Desde que assumimos essa casa, tivemos o compromisso de seguir o regimento interno. Em toda as votações as matérias tramitaram dentro da legalidade. Com essa não foi diferente. Precisamos atender os anseios da sociedade, mas dentro das normas legais”.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Sessão solene na Câmara entrega títulos de cidadania campomaiorense

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 02/06/2018 13h55, última modificação 02/06/2018 16h41
Os títulos foram propostos pelo vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara, e aprovados pelo plenário da casa legislativa

Em sessão solene realizada na manhã deste sábado (02/06), a Câmara de Campo Maior homenageou Jacinto José de Negreiros e Jacinto de Negreiros Junior com o título de cidadania campomaiorense. A solenidade reuniu parlamentares, autoridades estaduais como o procurador da república Tranvanvan Feitosa, parentes e amigos dos homenageados.

Os títulos foram propostos pelo vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara, aprovados pelo plenário da casa legislativa e entregues com entusiasmo pelos parlamentares. Jacinto José de Negreiros é natural de São Raimundo Nonato e atou como bancário na agência do Banco do Nordeste, em Campo Maior. Jacinto de Negreiros Junior, por sua vez, nasceu em Floresta-PE e atuou como médico no Hospital Regional de Campo Maior.

 “São duas pessoas que prestaram relevantes serviços a sociedade campomaiorense. Jacinto José de Negreiros foi um bancário que abriu as portas da agência para o desenvolvimento de toda a região e seu filho, Jacinto Junior contribuiu com a saúde do nosso povo para que todos continuem perseguindo seus objetivos”, destacou o vereador Fernando Miranda.

Jacinto José comentou que o momento do recebimento do título é de grande emoção e aumenta o gosto pela cidade. Jacinto Junior citou o poema Canção do Exílio, de Gonçalves Dias, para descrever que sempre sente saudades da época que viveu na cidade. “Me sinto assim como o poeta querendo regressar a Campo Maior ao lembrar das belezas naturais e das amizades que fiz aqui”, disse.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Comissão de vereadores busca ideias em Congresso Nacional de Saneamento

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 30/05/2018 08h07, última modificação 30/05/2018 08h07
Os parlamentares querem ideia novadoras para implementar o programa municipal de saneamento

Uma comissão composta pelos vereadores Fernando Miranda, presidente da Câmara de Campo Maior, Edvaldo Lima, Manin Pereira e Sena participa essa semana do 48º Congresso Nacional de Saneamento, em Fortaleza. Os parlamentares buscam ideias de outros locais do país para implementar no programa de saneamento do município.

O evento acontece deste o domingo (27) e segue até esta quarta-feira (30). A programação conta palestras sobre crise hídrica, estações de tratamento, qualidade no tratamento da água, desenvolvimento sustentável, e mesa redonda, exposições de projetos e a feira de saneamento.

“Campo Maior recentemente passou por um grande problema com alagamentos. Durante esse período a Câmara Municipal chamou atenção para o problema do saneamento. É preciso nos planejar para solucionar esse problema. E, nesse congresso, é onde ideias e projetos são apresentados”, explica Fernando Miranda, presidente da Câmara.

A comitiva campomaiorense é formada ainda pelo prefeito Professor Ribinha, secretária municipal de Educação Conceição Lima, diretor do SAAE, João Lima, e servidores do órgão. Na tarde desta quarta, o prefeito Professor Ribinha e a secretária de Educação Conceição Lima palestram sobre “Efetividade da participação na política de saneamento básico: planejamento e controle social”.

Conceição Lima apresenta aos participantes – juntamente com a aluna Maria Eduarda e a professora Sara Sousa – um projeto desenvolvido na Escola Municipal Mano Gayoso Castelo Branco. A ideia da aluna é financiada pelo SAAE e busca solucionar o problema de abastecimento de água na localidade Bom Lugar.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Professora de Campo Maior é selecionada no programa Missão Pedagógica no Parlamento

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 28/05/2018 08h23, última modificação 28/05/2018 08h23
A professora analisou os canais de comunicação da Câmara Municipal de Campo Maior

A campomaiorense Auriana Façanha é uma dos dois professores da rede pública de ensino do Piauí selecionados para a segunda fase do programa Missão Pedagógica no Parlamento. A professora analisou os canais de comunicação da Câmara Municipal de Campo Maior e desenvolveu atividades no parlamento municipal com grupos de alunos.

Missão Pedagógica no Parlamento é um programa desenvolvido pela Câmara dos Deputados e voltado para a formação de educadores que entendem que a escola é um território para se trabalhar temáticas como a cidadania, política, democracia e Poder legislativo. O programa acontece em quatro etapas.

A professora Auriana Façanha, da Escola Estadual 13 de março, foi selecionada na primeira fase juntamente com outros 431 professores de todo Brasil para participar do curso “Educação para a Democracia e o Parlamento”, na modalidade EAD. Após desenvolver análise dos canais de participação da Câmara de Campo Maior, foi selecionada para a fase presencial do curso.

“A tarefa foi identificar os canais de participação existentes na Câmara Municipal de Campo Maior. Como acontece a interação do poder legislativo com a comunidade. Foi possível identificar que a Câmara possui um site, redes sociais como Facebook e Instagram, que as sessões são transmitidas toda terça-feira em tempo real. E, por duas vezes, desenvolvi estudos com alunos na Câmara”, explica Auriana.

Nessa segunda etapa, os participantes participam de encontro presencial na Câmara dos Deputados, em Brasília, no mês de junho. A fase seguinte é o desenvolvimento e aplicação de projetos que envolvam a comunidade escolar e o parlamento.

Conheça mais sobre a Missão Pedagógica no Parlamento

Câmara de Campo Maior aprova plano de cargos e salários de servidores do SAAE

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 23/05/2018 08h25, última modificação 23/05/2018 08h25
A matéria de autoria do executivo municipal precisou de três aprovações para ser encaminhado à sanção

O plenário da Câmara de Vereadores de Campo Maior aprovou, por unanimidade, nessa terça-feira (22/05), o projeto de lei que cria o novo plano de cargos e salários dos servidores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior (SAAE).

A matéria de autoria do executivo municipal precisou de três aprovações para ser encaminhado à sanção do prefeito municipal. O projeto chegou ao legislativo com o pedido de aprovação em regime especial de urgência. A presidência da casa colocou o pedido de urgência em votação e logo em seguida realizou a primeira votação.

Com as duas aprovações, a mesa diretora encerou a sessão ordinária e remeteu o projeto que cria o novo plano para a Comissão de Constituição e Justiça e a Comissão de Finanças e Orçamento. Após 30 min de debates, as duas comissões apresentaram relatórios favoráveis e o texto voltou a ser votado já na sessão extraordinária. Por unanimidade, os parlamentares aprovaram as alterações.

O diretor do SAAE de Campo Maior, João Lima, explica que o novo plano atende a uma reivindicação dos servidores. “Esse projeto faz justiça aos salários dos servidores e diminui disparidades que aconteciam na folha salarial. Essas melhorias não diminuem nossa capacidade de investimento e nem coloca em risco nossas funções”.

O vereador Fernando Miranda, presidente da Câmara, se referiu ao projeto como inédito na história do município. “Esse plano de cargos e salários é um projeto inédito e uma conquista, uma grande conquista dos servidores de Campo Maior. E essa Câmara mais uma vez demostra que estar do lado do bem”.

Pedido de aprovação
Pela manhã, o presidente do SAAE João Lima se reuniu com um grupo de vereadores para explicar o projeto e pedir apoio nas três votações exigidas pela matéria.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Na Câmara, diretor do SAAE explica e pede aprovação do novo plano de carreira de servidores

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 22/05/2018 14h31, última modificação 22/05/2018 14h31
Os parlamentares questionaram trechos da matéria e apresentaram ideias

O presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Campo Maior (SAAE), João Lima, esteve reunido com os vereadores de Campo Maior na manhã desta terça-feira (22/05) para explicar e pedir apoio ao projeto de plano cargos e salários que deve chegar ao legislativo municipal.

Na sala da presidência da casa, os vereadores Fernando Miranda, presidente da Câmara, Manin Pereira, Sena Rosa, Neto dos Corredores e Geraldo Paz debateram o texto do projeto. Os parlamentares questionaram trechos da matéria, apresentaram ideias e finalizaram ao declararem apoio na aprovação do projeto em plenário.

“Podemos observar que o projeto está de acordo com todos os parâmetros exigidos. Não há porque nos posicionarmos contrários a isso. Muito pelo contrário, a aprovação desse projeto vai beneficiar muito os servidores da autarquia. Chega em um bom momento e tem nosso apoio”, disse o vereador Geraldo Paz.

“O projeto atende uma reivindicação antiga do sindicato, que pede um novo plano de cargos onde pudesse ser corrigida algumas distorções salariais e onde se fizesse justiça com os salários dos servidores. E viemos a Câmara explicar esse projeto aos vereadores, porque todas essas melhorias precisam da aprovação da Câmara”, explica o diretor João Lima.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Vereador Manin Pereira participa de mutirão de limpeza no Bairro Fripisa

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/05/2018 14h44, última modificação 21/05/2018 14h44
O intuito das atividades contra o mosquito é visitar todas as casas do município

O vereador Manin Pereira (PTdoB) participou na manhã desta segunda-feira (21/05) da abertura do Mutirão de Limpeza, no Bairro Fripisa, em Campo Maior. O trabalhado realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, agentes de endemias e escolas, buscar destruir locais que o mosquito da dengue possa estar presente.

“A cidade de Campo Maior tem números de dengue muito pequeno e queremos manter o mosquito distante de nossa população. Para isso é preciso muito emprenho de todos nós. Inclusive com o apoio da Câmara Municipal, que com seu poder de diálogo com a sociedade, alertar para a importância de evitar água parada”, explicou Manin Pereira.

As equipes atuaram nesta manhã no Bairro Fripisa. Foram vistoriadas terrenos baldios, caixas de água, pneus e o quintal de residências. O intuito das atividades contra o mosquito é visitar todas as casas do bairro. A Secretaria Municipal de Saúde explica que todos os bairros da cidade irão receber os serviços.

Além da dengue, o mosquito Aedes aegypti pode transmitir também doenças como a Zika, a febre amarela e chikungunya.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Câmara de Campo Maior estreia programa de rádio "A Voz do Parlamento"

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 21/05/2018 08h25, última modificação 21/05/2018 08h25
A Voz do Parlamento vai ao ar todo sábado, a partir das 11h, na rádio Meio Norte 95,9

O presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, foi o entrevistado da estreia do programa A Voz do Parlamento, na manhã desse sábado (19), na rádio Meio Norte de Campo Maior. O parlamentar tratou a estreia do programa como um momento histórico em toda trajetória do legislativo municipal.

“A realização do programa A Voz do Parlamento é um sonho e um momento histórico para Campo Maior. A sociedade muitas vezes foi deixada de lado em algumas discussões. Com esse espaço na rádio Meio Norte vamos levar ao conhecimento de todos tudo que acontece na Câmara”, afirmou.

A Voz do Parlamento vai ao ar todo sábado, a partir das 11h, na rádio Meio Norte 95,9. Com uma hora de duração, o programa tem apresentação e produção do jornalista Otávio Neto. “É uma revista de tudo que a câmara debate durante a semana. As principais informações do legislativo, com a opinião dos vereadores, o ponto de vista de especialistas, a participação dos ouvintes e a valorização de arte e cultura da nossa terra”.

No quadro “Em Pauta”, o repórter Helder Felipe comenta as principais informações da semana no legislativo e ouve a opinião dos vereadores. Em Sala de Visita, Otávio Neto recebe vereadores, especialistas e convidados para entrevista. Na parte musical, um cantor é escolhido a cada programa para ser o destaque. Ao final, o quadro Câmara em 5 min –resumo das notícias da semana, encerra a atração.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Sessão solene homenageia mães na Câmara Municipal de Campo Maior

por Raimundo Otávio Ribeiro Neto publicado 17/05/2018 14h35, última modificação 17/05/2018 14h35
A solenidade contou com a presença de mães de vereadores e mulheres da sociedade campomaiorense

Uma sessão solene na manhã desta quinta-feira (17/05), na Câmara Municipal de Vereadores de Campo Maior, homenageou as mães do município. A solenidade proposta pelas vereadoras Gabriela Pinho e Silvia do Caú foi marcada por discursos emotivos e contou com a presença de mães de vereadores e mulheres da sociedade campomaiorense.

A vereadora Gabriela Pinho lembrou o desafio que é ser mãe. “A maternidade é o trabalho mais árduo que existe. É a tarefa mais difícil que nós mães nos dedicamos. Tenho três filhos. Tive meu primeiro filho aos 16 anos; uma criança cuidando de outra criança. Mas uma criança de um amor tão verdadeiro que se tornou uma mulher forte”.

A vereadora Silvia do Caú se emocionou ao revelar que perdeu sua mãe aos quatro anos de idade. “Não tive o prazer de crescer com o amor de mãe. Hoje, sou mãe e avó. E sei da importância que uma mãe tem na vida de um filho. O que nós precisamos é paz e saúde e é o que desejo a todas as mães de Campo Maior”.

A força que as mães exercem suas atividades e cuidam dos filhos foi lembrada pelo vereador Geraldo Paz. O vereador Daniel Soares disse que se há uma falha na natureza é o triste cenário de uma mãe sepultar um filho. O vereador Hamilton Segundo comentou o papel de educadora que as mães exercem na família.

O presidente da Câmara de Campo Maior, vereador Fernando Miranda, recorreu ao poema “Para sempre”, de poeta Carlos Drummond de Andrade para homenagear as mães. “Fosse eu Rei do Mundo / baixava uma lei: / Mãe não morre nunca / mãe ficará sempre / junto de seu filho”.

Assessoria Câmara de Campo Maior (camaradecampomaior@gmail.com)

Ações do documento